Fonte: OpenWeather

    Arborização


    Ipês florescem e levam cor e beleza à paisagem urbana de Manaus

    No total, as 315 árvores plantadas ao longo da avenida Djalma Batista, pelo projeto “Arboriza Manaus”

    Ipês florescem na avenida Djalma Batista | Foto: Alex Pazuello/Semcom e Arlesson Sicsú/Semmas

    Manaus - Os ipês da avenida Djalma Batista entraram no período de florescência e, nessa época, além das cores diferentes no cenário urbano, as árvores fornecem sementes para a produção de novas mudas. No total, as 315 árvores plantadas ao longo da avenida, pelo projeto “Arboriza Manaus”, iniciam o quarto ano de floração, típica dos meses de verão intenso na Amazônia.

    Os ipês, que tradicionalmente florescem entre os meses de setembro e outubro, começam a apresentar flores no mês de julho, desde que se tornaram adultas. No total, o corredor viário conta com mais de 700 árvores plantadas, somadas as outras de espécie pau-pretinho, que também fornece flores, em crescimento nos passeios públicos das duas faixas.

    O prefeito de Manaus Arthur Virgílio Neto, destaca que Manaus já recebeu milhares de mudas de árvores ornamentais, como parte do projeto para tornar a cidade mais arborizada. “Revitalizamos a avenida Djalma Batista e valorizamos o paisagismo, que embeleza e proporciona mais qualidade de vida a nossa cidade. Na verdade, essa ação se espalhou por todas as áreas e já são mais de 50 mil mudas, entre árvores e plantas ornamentais, que integram nosso projeto para tornar Manaus mais verde, mais urbana e mais sustentável”, afirmou o prefeito.

    Leia também: Na semana mundial de amamentação, manauaras compartilham histórias

    Segundo o secretário municipal de Meio Ambiente e Sustentabilidade (Semmas), Antonio Nelson Oliveira Júnior, das mais de 25 mil mudas de árvores plantadas em toda a cidade, aproximadamente, 20% são ipês. “Daqui a mais um ano, teremos ipês florescendo em canteiros centrais de outras vias, como a Constantino Nery, Torquato Tapajós, Max Teixeira, Complexo Viário 28 de Março, avenida Brasil, Ephigênio Sales, além de praças e parques”, detalhou.

    Beleza dos Ipês pode ser apreciada pela população
    Beleza dos Ipês pode ser apreciada pela população | Foto: Divulgação Alex Pazuello / Semcom e Arlesson Sicsú / Semmas

    O projeto “Arboriza Manaus” realiza também o plantio de pau-pretinho, jutairana, mungubarana, entre outras espécies nativas, também muito bonitas. Já o “Ornamenta Manaus”, que já ultrapassou a marca de 25 mil mudas plantadas, conta com espécies variadas, como ararinha, perístrofe, alamanda, russela vermelha, ararinha, ixora, entre outras.

    Semeação

    Visando ampliar o estoque de mudas da espécie, Semmas dará início ao trabalho de coleta de vagens para a retirada de sementes e a propagação das mudas de ipês. O trabalho será feito à noite, por conta do fluxo de veículos na via.

     A primeira floração dos ipês da Djalma Batista aconteceu em 2015, mas não foi tão intensa quanto a do ano seguinte. Depois de florescerem, os ipês começam o processo de renovação das folhagens, momento em que todas as flores e vagens caem ficando apenas os galhos das árvores que ganharão novas folhas. Nessa fase, a perda das folhas é um fenômeno natural característico da espécie.

    Conforme o diretor Técnico-Operacional da Semmas, Lucas Ourique, a diminuição gradativa das chuvas neste período do ano faz com que as árvores da espécie sintam a falta de água, que é vital para os processos fisiológicos das plantas, por isso, investem na reprodução e, consequentemente, na perpetuação da espécie, por meio do florescimento.

    Leia mais:

    Em ano de eleição, PMs estão insatisfeitos com representante na Aleam

    Cem ruas no bairro Alfredo Nascimento são recuperadas

    Consumidor pode fazer denúncias à ouvidoria da Vigilância Sanitária


    CIDADANIA

    Comentários