Fonte: OpenWeather

    Procura-se


    Em Manaus, menina desaparece ao sair de casa para comprar frango

    Amigos da família receberam informações que a menina foi vista acompanhada de um casal, na comunidade de Paricatuba

     A menina costumava sair para comprar o almoço da família
    A menina costumava sair para comprar o almoço da família | Foto: Divulgação

    Manaus - Dia 1º de fevereiro, meio-dia, a pequena Edilene Cordeiro da Silva, de 9 anos, recebe dinheiro da avó para comprar frango e desapareceu sem deixar nenhuma pista. O caso aconteceu na rua Central, bairro Colônia Antônio Aleixo, Zona Leste de Manaus. Há 11 dias, a família convive com a angústia.

    A avó da menina, identificada apenas como Otília, explicou que a neta costumava sair para comprar o almoço da família. Conforme a idosa, a menina é simpática e bastante comunicativa. Características que poderiam ter facilitado que ela fosse levada por alguém. 

    "Sempre que eu dava dinheiro à Edilene, ela gastava para agradar as pessoas. Comprava doces e sempre falava com todo mundo. Um dia eu falei que ela seria roubada e que iriam levá-la. Eu só quero a minha neta de volta", lamenta a idosa. 

    Sensibilizada com sofrimento dos familiares da criança, a vizinha Maria Lúcia, com ajuda de outros colegas, passou a divulgar o caso nas redes sociais com o objetivo de conseguir informações sobre o paradeiro de Edilene. 

    "Agora pela tarde recebemos uma ligação anônima e mensagens informando que ela foi vista com um casal, na comunidade de Paricatuba. Estamos a caminho para confirmar e tentar resgatá-la", disse a mulher. 

    Quem puder colaborar com informações sobre o caso pode entrar em contato pelo número (92) 98102-5539. 

    Caso Erlon

    O desaparecimento do pequeno Erlon Gabriel, de apenas dois anos, completa cinco dias nesta terça-feira (11). A criança desapareceu na última quinta-feira (6), quando brincava em frente de casa, na rua 7 da comunidade União da Vitória, no bairro Tarumã-Açú, Zona Oeste de Manaus. 

    Familiares, amigos e autoridades seguem na busca pela criança, e pedem ajuda da população com informações que possam levar à localização do menino. 

    A mãe de Erlon, Maria Dias, relatou que o menino costumava brincar no local em frente à residência e que, em um momento de distração, desapareceu. A principal suspeita levantada por vizinhos da família de Erlon é que a criança tenha sido sequestrada. Testemunhas contaram à mãe que viram um carro preto descendo lentamente a rua e, após passar pela frente da casa da vítima, saiu em alta velocidade.

    Comentários