Fonte: OpenWeather

    Desaparecimento


    Secretária da Sejusc acompanha o caso de Erlon Gabriel

    Caroline Braz esteve reunida com a delegada Joyce Coelho e com a mãe do pequeno Erlon Gabriel na tarde desta quinta-feira (27), no prédio da Delegacia Especializada em Proteção à Criança e ao Adolescente (Depca)

    A criança está desaparecida há 21 dias
    A criança está desaparecida há 21 dias | Foto: Divulgação

    Manaus – A secretária Caroline Braz, da Secretaria de Estado de Justiça, Direitos Humanos e Cidadania (SEJUSC) conversou com a imprensa na tarde desta quinta-feira (27), após deixar o prédio da Delegacia Especializada em Proteção à Criança e ao Adolescente (Depca), acompanhada de Maria Dias, mãe do pequeno Erlon Gabriel Dias Costa, desaparecido há 21 dias da casa onde morava na rua 7, da comunidade União da Vitória, no bairro Tarumã-Açú, Zona Oeste de Manaus.

    Caroline Braz explicou que foram os próprios familiares que começaram a marcar a secretária em redes sociais para que ela os acompanhasse no caso do desaparecimento de Erlon Gabriel.

    “Marquei uma reunião com a mãe do Erlon e nós procuramos a delegada Joyce Coelho, que prontamente abriu as portas da especializada para nos receber. Prontamente recebemos todas as informações do andamento das investigações, que para não atrapalhar o procedimento ainda não podemos divulgar. Mas o que tenho a dizer é que a polícia acompanha o caso de perto e que a sociedade precisa divulgar a foto da criança para que ele seja localizado”, disse Braz.

    A secretária destacou que a foto da criança também será divulgada nas redes sociais da Sejusc e que o órgão está em parceria com a Polícia Civil do Amazonas, dando todo o suporte psicossocial para a família da criança.

    “Estamos preocupados com a Maria que é a pessoa que mais agonia o nosso coração. Eu como secretária e como mãe me coloco no lugar de uma mulher que possa ter perdido o seu filho. O desaparecimento é algo muito difícil porque você não sabe o que de fato aconteceu com o filho. Qualquer pessoa se sensibiliza com isso. O que queremos é encontrar Erlon Gabriel com vida”, destacou a secretária.

    Para concluir, Caroline Braz pediu para que as pessoas que não espalhem notícias falsas, indicando sobre o andamento das investigações. “Pedimos empatia pois o caso está sendo investigado e ninguém sabe algo que ainda não foi esclarecido. Se você for divulgar algo, divulgue a foto da criança, pois temos muita esperança que ele seja encontrado com vida", declarou.

    Investigações

    O Em Tempo entrou em contato com a assessoria da Polícia Civil para pedir um posicionamento sobre as investigações sobre o caso, mas até a publicação do material não obteve resposta.

    Comentários