Fonte: OpenWeather

    Mortes em Manaus


    Manaus tem mais de 1.800 mortes por outras causas durante pandemia

    Muitos registros são por causas desconhecidas, síndromes e insuficiências respiratórias

    O número de mortes por outras causas é superior ao mortos pela Covid-19
    O número de mortes por outras causas é superior ao mortos pela Covid-19 | Foto: Alex Pazuello

    Manaus – Mais de 1.800 pessoas morreram no mês de abril e nos primeiros dias de maio por causas desconhecidas, síndromes e insuficiências respiratórias na capital amazonense. Os dados são a soma dos boletins diários de informes funerários, disponibilizados pela Prefeitura de Manaus. 

    Do primeiro dia de abril até o dia 22, 82 pessoas morreram pela Covid-19 e por outras causas foram 1.358 mortes. Do dia 23 a 30, considerado como período de pico da doença no estado, 98 pessoas morreram por Coronavírus e com outras causas foram 350 mortes, entre elas, 264 foram mortes domiciliares.

    O município de Manacapuru, distante 70 quilômetros de Manaus consta com 33,9 % de mortes por 100 mil habitantes. Manaus chegou a marca de mortalidade de 18,1%. As mortes na capital estão acima da média histórica, cerca de 108%. No Brasil, aumentaram as causas de morte natural em 30% nas cinco principais capitais com maior incidência da doença.

    No dia 21 de abril, a amazonense Raimunda Alves morreu aos 75 anos, vítima de câncer em casa e na presença da família. Ela entra na contagem de mortes em domicílios por outras causas e não pelo novo Coronavírus. 

    Raimunda faleceu em casa, vítima de câncer
    Raimunda faleceu em casa, vítima de câncer | Foto: reprodução

    Mortes em maio

    No dia 1º de maio, das mortes confirmadas, 26 foram registradas como causa desconhecida ou indeterminada e mais 46 tiveram como causa síndrome, insuficiência respiratória ou parada cardiorrespiratória.

    No sábado (2), pela primeira vez em semanas, a Prefeitura registrou menos de 100 enterros. Com isso, 22 foram em domicílio, 15 foram registradas como causa desconhecida ou indeterminada e mais 33 tiveram como causa de morte síndrome, insuficiência ou parada cardiorrespiratória.

    Nó último domingo (3), com 92 mortes, cerca de 17 foram mortes em domicílio, quatro com suspeitas do Coronavírus e 14 foram registradas como causa desconhecida ou indeterminada e mais 32 por motivo de síndrome respiratória. 

    Nesta segunda-feira (4), do total de 95 mortes, 22 foram em domicílio. Destas, 14 mortes foram registradas com causa desconhecida ou indeterminada e outros 42 por síndrome, insuficiência respiratória ou parada cardiorrespiratória. De 1º de janeiro a 30 abril, o número de enterros e cremações nos cemitérios públicos de Manaus chegou a 5.018 registros. 

    As cidades em alerta de casos de mortes são Manaus e Manacapuru
    As cidades em alerta de casos de mortes são Manaus e Manacapuru | Foto: Alex Pazuello

    Casos no AM 

    Amazonas contabilizou 7.242 casos de pessoas contaminadas com a Covid-19 e o total de 584 mortes, de acordo com o boletim epidemiológico divulgado pela Fundação de Vigilância em Saúde (FVS-AM), na segunda-feira (4). O boletim aponta ainda que do total, cerca de 4.328 pessoas estão em isolamento social ou domiciliar. Já o número de pacientes que estão fora do período de transmissão subiu para 2 mil.

    Dos 62 municípios do Amazonas, 53 têm registro de casos confirmados. Ao todo, a soma chega a 2.969 casos do interior do Estado, um percentual de 40,6%.

    Os municípios são: Manacapuru (585); Tabatinga (232); Parintins (221); Iranduba (176); Itacoatiara (140); Coari (134); Maués (129); Santo Antônio do Içá (126); Rio Preto da Eva (120); Careiro Castanho (111); Carauari (103); Autazes (88); Presidente Figueiredo (84); São Paulo de Olivença (77); Tefé (76); Juruá (72); Benjamin Constant (41); Anori (40); Tonantins (34); Urucará (31); Amaturá (30); Tapauá (26); Nova Olinda do Norte (25); Boca do Acre (24); Lábrea (21); Maraã (19); Itapiranga (17) Manaquiri (17); Careiro da Várzea (16); São Gabriel da Cachoeira (16); Fonte Boa (13); Beruri (12); Novo Airão (12); Silves (12); e Novo Aripuanã (11). 

    Assista ao Web TV News na Web TV Em Tempo:

    Confira dicas de prevenção ao coronavírus:

    Coronavirus

    >



    Comentários