Fonte: OpenWeather

    Covid-19 no AM


    AM registra o menor número de novos casos de Covid-19 em uma semana

    O menor número em uma semana antecipa a abertura do segundo ciclo do comércio no Amazonas

    O número foi menor no último dia da abertura do primeiro ciclo do comércio no Amazonas
    O número foi menor no último dia da abertura do primeiro ciclo do comércio no Amazonas | Foto: Lucas Silva

    Manaus – Neste domingo (14), o Amazonas registrou o menor número de novos casos por Coronavírus em uma semana. Com a confirmação de 480 novos casos, o Amazonas sofre queda no percentual após cinco dias com mil novos casos da doença.

    No dia 7 de junho foram contabilizados 484 novos casos no AM; no dia 8, subiu para 548; no dia seguinte, a marca foi de 1.417 e no dia 10, aumenta novamente para 1.615. A partir do dia 11, o número começa a cair gradativamente para 1.140; nos dias 12 e 13, 1.122 e 915, respectivamente. 

    Desde o início da pandemia até o último domingo (14), o Amazonas contabilizou 56.506 casos confirmados do novo Coronavírus, segundo boletim epidemiológico consolidado pela Fundação de Vigilância em Saúde (FVS-AM). De acordo com os dados, foram confirmados mais 27 óbitos pela doença.

    O número antecedeu o primeiro dia da abertura gradual do segundo ciclo de atividades no Amazonas. Nesta segunda-feira (15) reabrem restaurantes, cafés, padarias, fast-food e self-service para consumo no local, com lotação máxima de 50%.

    A grande incidência de número de casos deve-se também pela testagem em massa que estão ocorrendo nos municípios do interior do Amazonas. Os municípios recebem o teste rápido da Secretaria de Estado da Saúde (Susam) e prefeituras também adquirem para suprir a grande demanda. Com isso, mais casos são identificados e consequentemente, encaminhados para tratamento adequado. 

    “É importante esclarecer que as transmissões nesses pacientes ocorreram há mais de oito dias, sendo possível o diagnóstico com teste rápido”, informou a diretora presidente da Fundação de Vigilância e Saúde do Amazonas (FVS-AM), Rosemary Pinto. 

    O aumento das testagem contribuem para o aumento dos números
    O aumento das testagem contribuem para o aumento dos números | Foto: Lucas Silva

    Estudo revela novo momento 

    Na última quinta-feira (11), um estudo feito pela Universidade Federal do Amazonas (Ufam) emitiu boletim informando que Manaus pode ser a primeira cidade no Brasil a vencer a pandemia.

    O Boletim ODS Atlas Amazonas revela que Manaus, a cidade que já foi considerada epicentro do vírus no Brasil, pode estar próxima de uma espécie de “redenção”. Um dos fatores que colaborou com esses dados deve-se à alta contaminação e pessoas que já saíram do período de transmissão do vírus, como também o número de óbitos até este domingo (15). 

    Entre outros pontos destaques do estudo revela que as ações do sistema de saúde colaboraram para a oscilação dos casos no Amazonas. O aumento da demanda de leitos nos hospitais e o aperfeiçoamento do sistema, embora tardio, foi eficaz. 

    “Na última fase da pandemia que parece estar por acontecer em Manaus, deverá ocorrer uma redução lenta da morbidade após essa a redução drástica da mortalidade, isso porque a transmissão da doença deverá finalmente perder velocidade até que novas estirpes do vírus surjam ou haja o aumento de suscetíveis caso a imunidade seja temporária”, relata o boletim. 

    Leia mais:

    Proporção da população com anticorpos do novo coronavírus aumenta em 53%

    Depois dos ribeirinhos, indígenas de Coari são testados para Covid-19

    Assista ao Web TV News na Web TV Em Tempo:

    Confira dicas de prevenção ao coronavírus:

    Coronavirus

    >


    Comentários