Fonte: OpenWeather

    Covid-19


    Idosa com Alzheimer sofre descaso em tratamento e morre na Unimed

    Paciente ficou em tratamento contra a Covid-19 durante quinze dias no hospital da Unimed e após problemas na infraestrutura e equipamentos da unidade, veio a falecer

    Segundo o neto Hamilton Azevedo, em sua chegada ao hospital ela estava lúcida, apenas com dificuldades para respirar | Foto: Divulgação

    Manaus -  Internada desde o dia 29 de setembro em tratamento contra a Covid-19, a idosa Mariza Collares Azevedo, de 95 anos, faleceu na última quinta-feira (15) após descaso de saúde no Hospital da Unimed, localizado na Zona Centro-Sul de Manaus, conforme informações de familiares.

    Segundo o neto Hamilton Azevedo, em sua chegada ao hospital ela estava lúcida, apenas com dificuldades para respirar. Após internação, o quadro da paciente começou a piorar. Para ele, o serviço oferecido pelo hospital é precário e não atende às necessidades de pacientes. 

    “Ela foi internada, no dia 29 de setembro, com a ordem médica de necessidade de 2L de oxigênio. Na chegada, ela estava bem, lúcida, só com dificuldade para respirar, fizeram o procedimento padrão e encaminharam para a internação. Passei 13h esperando um médico para prescrever um remédio, minha avó já estava mal, mas o atendimento do hospital apenas agravou a situação, é um caos, todo mundo fica sobrecarregado, e as pessoas cada vez mais doentes, é lamentável”, relata.

    O neto de dona Marilza também relatou outros problemas dentro da unidade. “Os profissionais trabalham sobrecarregados, sem a menor condição de infraestrutura, tudo é precário, o banheiro alaga, a medicação atrasa, os equipamentos estão quebrados, e aí, todo mundo fica estressado. Os trabalhadores recebem todas as reclamações e os acompanhantes veem seus parentes internados com necessidades básicas não atendidas”, comentou.

    Hamilton reclama que precisa ter um cuidado redobrado em situações especiais, como foi o caso de sua avó, que era idosa e tinha Alzheimer

    “É preciso humanizar o hospital, inclusive, não somente a questão do atendimento ao idoso, mas principalmente ao idoso com demências, sei que não é fácil, mas, também sei que é possível. A administração da Unimed pode dar condições de trabalho aos profissionais, capacitar para as ações dos cuidados paliativos e atenção ao idoso. É extremamente urgente”, relata o neto. 

    Resposta

    A Assessoria da Unimed, informou por meio de nota, que se solidariza com a família e diz que prestou toda a assistência necessária a paciente. 

    "A direção da Unimed Manaus reitera o compromisso com a prestação de atendimento médico-hospitalar humanizado e de qualidade, com o objetivo de resguardar e recuperar a saúde dos seus beneficiários e todos aqueles que se utilizam das suas unidades de atendimento," diz a nota em nome de Sergio Ferreira, presidente da Unimed Manaus. 

    Leia Mais:

    Brasil está bem posicionado para acesso a vacinas de covid-19

    Covid-19: Brasil tem 713 óbitos e 28.523 novos casos em 24h

    Comentários