Fonte: OpenWeather

    Pandemia


    Covid: Cetam antecipa conclusão de cursos da área da saúde no AM

    Os alunos que terão os cursos concluídos, irão integrar as equipes de combate a pandemia de Covid

     

    Com o avanço da pandemia, o governo do estado busca ampliar o número de profissionais da saúde
    Com o avanço da pandemia, o governo do estado busca ampliar o número de profissionais da saúde | Foto: Cleudilon Passarinho

    Manaus - O Centro de Educação Tecnológica do Amazonas (Cetam), irá antecipar a conclusão dos cursos da área da saúde, para aqueles que já estão com 80% da carga horária, concluída. Isso será possível graças a uma resolução do governo do estado, que visa ampliar o número de equipes da saúde, no combate a Covid.

    No Diário Oficial do dia 15 de janeiro de 2021 foi publicada a Resolução do Comitê Técnico Profissional (Cotep), presidido pelo diretor-presidente do Cetam, Prof. Dr. José Augusto de Melo Neto. Na decisão, fica autorizada a “antecipação de conclusão de cursos técnicos de nível médio, em caráter excepcional, aos estudantes finalistas na área de saúde”.

    A medida atende, inicialmente, oito turmas e 248 alunos dos cursos técnicos em Enfermagem, Análises Clínicas, Radiologia, Hemoterapia, Vigilância em Saúde e Agente Comunitário de Saúde dos seguintes municípios: Manaus (46); São Paulo de Olivença (47); São Sebastião do Uatumã (35); Tonantins (32); Barcelos (39); Parintins (32); e Humaitá (17).

    O diretor-presidente do Cetam explica que existem propostas para a ampliação do número de turmas a serem beneficiadas com a antecipação da conclusão do curso, podendo chegar a 69 turmas e 2.169 alunos. Para isso, estudam-se algumas possibilidades, dentre elas a de reiniciar o ano letivo de forma remota.

    “Neste momento crítico para o nosso Estado, o Cetam cumpre o seu papel como instituição formadora de cursos técnicos na área de saúde e se coloca na linha de frente de combate à Covid 19. Esses técnicos são qualificados e poderão atuar no plano estadual de imunização e em outras frentes de trabalho no sistema de saúde”, ressaltou o professor José Augusto.

    *Com informações da Assessoria 

    Leia mais: 

    Primeira profissional vacinada pela prefeitura: "sensação libertadora" 

    Indígenas da etnia saterê mawé receberão primeiras vacinas em Maués 

    Cidades do interior do Amazonas começam a receber vacinas contra Covid

    Comentários