Fonte: OpenWeather

    Reflexão


    Fiéis vãos às ruas de Manaus para comemorar Dia Mundial da Paz

    O arcebispo metropolitano de Manaus, dom Sérgio Castrianni, participou da caminhada e da missa campal realizada nesta segunda (1º)

    Aproximadamente 400 pessoas participaram da 7ª edição da Caminha pela Paz, no Dia Mundial da Paz. | Foto: Márcio Melo

    Aproximadamente 400 pessoas participaram da 7ª edição da Caminha pela Paz, no Dia Mundial da Paz, comemorado nesta segunda (1º), realizada pela Paróquia Padre Pedro Vignola, na Cidade Nova, Zona Norte. Com tema “A construção de Paz é missão de todos”, o percurso, com cerca 8 km, saiu da avenida Noel Nutels, passando pela avenida Timbiras até chegar ao "Cruzeiro", onde foi realizada uma missa campal.

    Fiéis participaram de uma missa campal.
    Fiéis participaram de uma missa campal. | Foto: Márcio Melo

    O arcebispo metropolitano de Manaus, dom Sérgio Castrianni, participou da caminhada e da missa campal em uma ação de alerta sobre o tema que ainda assola a capital: violência. Segundo ele, todos precisam ter a consciência sobre o problema e combater a todo custo dentro da sociedade.

    Leia também: Bombeiros procuram homem que caiu de embarcação no rio Solimões

    Arcebispo metropolitano de Manaus, dom Sérgio Castrianni.
    Arcebispo metropolitano de Manaus, dom Sérgio Castrianni. | Foto: Márcio Melo

    “Acho que nós temos de dizer que não deve haver violência. Não podemos nos acostumar com a violência, e considerar que a solução é a própria violência. Nós queremos dizer isso. Estamos indo a um lugar onde se faz a memória das vítimas da cidade, ou seja, que morrem em acidentes de trânsito, assassinados, enfim, vítimas de violência”, disse, mas lembrou que a população pode mudar tudo isso com o voto.

    “Quero deixar minha mensagem deste ano, que sejamos mais espertos e conscientes com relação às pessoas que não querem o bem da sociedade. Este ano teremos as eleições. O voto é sublime, e o povo tem o poder de mudar as coisas. Não vamos perder essa oportunidade de mudar em prol da sociedade”, lembrou.

    Com tema “A construção de Paz é missão de todos”, o percurso, com cerca 8 km, saiu da avenida Noel Nutels, passando pela avenida Timbiras até chegar ao "Cruzeiro", onde foi realizada uma missa campal.
    Com tema “A construção de Paz é missão de todos”, o percurso, com cerca 8 km, saiu da avenida Noel Nutels, passando pela avenida Timbiras até chegar ao "Cruzeiro", onde foi realizada uma missa campal. | Foto: Márcio Melo

    A gastrônoma Iolanda dos Santos Monteiro, de 50 anos, informou que há 30 frequenta a Paróquia Padre Pedro Vignola e participa da Caminhada pela Paz. Para ela, é um momento de muita reflexão para começar o Ano Novo com muita esperança e acreditar que todos podem viver em comunhão e paz.

    “Nosso mundo está precisando de Paz, as pessoas estão muito empenhadas no seu próprio ego. Nós estamos gritando, pedindo pela Paz no mundo inteiro, como a Paz no trânsito, dentro de casa, no interior de cada um. Nosso objetivo é dizer que é possível para todos vivermos em Paz”, finalizou.


    Edição: Luis Henrique Oliveira


    Leia mais:

    Suspeito tenta cortar a cabeça de homem morto a tiro no Santa Etelvina 

    Mais de 40 mil pessoas comemoram a chegada de 2018 em Parintins 

    Manauenses aproveitam a Ponta Negra no primeiro dia de 2018

    CIDADANIA

    Comentários