Fonte: OpenWeather

    TABATINGA


    Exército mata traficante que feriu soldados na fronteira

    A informação é do Comando Militar da Amazônia (CMA)

    A informação é do Comando Militar da Amazônia (CMA) | Foto: Arquivo EmTempo

    Tabatinga - Tropas do Exército realizaram operação “pente fino”, neste final de semana, a procura de traficantes que feriram cinco soldados após combate na fronteira com a Colômbia, na última sexta-feira, e mataram a tiros um dos homens que teria participado do ataque contra os militares brasileiros. A informação é do Comando Militar da Amazônia (CMA).

    Segundo nota divulgada pelo CMA, “imediatamente após o confronto com traficantes ocorrido na noite do dia 05 de janeiro (sexta-feira), o Exército usou a tropa para vasculhar a região da sede do Pelotão, com o objetivo de tentar localizar os criminosos que haviam fugido do local”.

    Leia também: Em Tempo cria lista de transmissão de notícias pelo WhatsApp

    Ainda de acordo com a nota distribuída para a imprensa, a morte do homem, não identificado, ocorreu na tarde do último sábado (6) quando os militares encontraram o desconhecido, supostamente traficante, que efetuou disparos contra a tropa, que reagiu matando o agressor. O atirador não possuía nenhum tipo de identificação. O corpo foi encaminhado ao Hospital da Guarnição de Tabatinga para os procedimentos legais.

    O CMA informou que já deu início ao procedimento investigatório para apurar as circunstâncias dos fatos. O Exército Brasileiro finaliza a nota reafirmando que agiu prontamente para combater o crime nas faixas de fronteira da Amazônia.

    Somente nos últimos cinco primeiros dias deste ano, na área de responsabilidade do CMA, o combate ao tráfico de drogas naquela região da tríplice fronteira teria gerado, segundo o Exército, um prejuízo ao narcotráfico de cerca de R$ 18 milhões.

    No dia 1º de janeiro, durante operação de rotina na fronteira, o Exército apreendeu 750 kg de maconha dentro de uma embarcação no Rio Japurá. No dia 5 foram mais 1.200 kg do entorpecente com alto poder alucinógeno. Nessa apreensão, houve confronto com os traficantes e cinco militares ficaram feridos e estão se recuperando sem risco de morte, no Hospital do Exército, em Tabatinga.

    Leia mais: 

    Exército apreende 1,2 tonelada de skunk na calha do rio Juruá

    Nacional está em fase de ajustes, diz novo técnico

    Atendimento ruim e preconceito afastam compradores

    CIDADANIA

    Comentários