Fonte: OpenWeather

    Universidade Federal


    Ufam completa 109 anos e faz comemoração nas redes sociais

    A data de fundação foi lembrada nesta quarta-feira (17) com a promoção de vídeos e campanha nas redes sociais


    Manaus - Nesta quarta-feira (17) são celebrados os 109 anos de fundação da Universidade Federal do Amazonas (Ufam), que surgiu como a Escola Universitária Livre de Manáos, criada por inspiração do tenente-coronel do Clube da Guarda Nacional do Amazonas, Joaquim Eulálio Gomes da Silva Chaves.

    Em comemoração, a instituição apresentou aos servidores da Administração Superior dois vídeos institucionais, um que homenageia a Instituição, com imagens do corpo técnico e acadêmico das estruturas no campus, extra campus e unidades acadêmicas e, o outro, com depoimentos dos servidores que ilustraram a campanha de mobilização pela comemoração da data. Uma canção também foi composta especialmente para a data. A letra é do pró-reitor da Pró-reitoria de Extensão, professor Ricardo Bessa e a melodia, do artista Pedrinho Ribeiro. Também foi criado um tema na rede social da instituição.

    Leia também: 5 livros que você precisa ler em 2018 para pensar fora da caixa

    Em pronunciamento, o reitor, professor Sylvio Puga, ressaltou que a ousadia sempre foi a principal característica de quem integra a Instituição ao longo desses 109 anos. "Essa é uma data muito importante para nós, porque é a data em que nossos fundadores tiveram a ousadia de criar uma universidade no interior da floresta amazônica, 109 anos atrás. E eles fizeram isso em um momento extremamente difícil, no final do ciclo da borracha. Então, esse espírito de ousadia e de inovação é o que move nossa Universidade nesses 109 anos”, diz o reitor.

    O professor Frederico Arruda, o mais antigo da universidade, afirma que é um privilégio fazer parte da história da Universidade. “Eu me sinto sempre renovado pela possibilidade de trabalhar em uma instituição de ensino superior. É um desafio muito especial por oferecer a possibilidade de, em todos os semestres, estar com estudantes e aprender com eles. Isso é fantástico. Acredito que os professores, ao abraçarem esse tipo de atividade devem se sentir assim, enxergando isso como um privilégio”, ressalta o docente.

    Docente mais antigo em atividade afirma que sempre quis ser professor da Ufam.
    Docente mais antigo em atividade afirma que sempre quis ser professor da Ufam. | Foto: Divulgação Ufam

    A prefeita do Campus Universitário, arquiteta Carmem Silvia Guimarães, ressalta que toda a comunidade universitária deve zelar, permanentemente, pela Ufam. Ela é a primeira mulher a ocupar o cargo de prefeita da Ufam e está diante do desafio de resolver as demandas reprimidas dos setores, as dificuldades que a falta de recursos poderiam causar em sua administração, e, principalmente, em atender da melhor forma a comunidade universitária.  

    prefeita do Campus afirma que zelar pela Universidade é tarefa de todos.
    prefeita do Campus afirma que zelar pela Universidade é tarefa de todos. | Foto: Divulgação

    “Sou uma pessoa que ama o que faz e a universidade me proporcionou trabalhar no que gosto. Quando comecei na prefeitura, vi que a obra do novo prédio do Ambulatório estava parada (o atendimento era realizado no prédio antigo sem muita estrutura). Na época, eu e o professor da Faculdade de Medicina, Gerson Nakagima, que era o vice-reitor, nos empenhamos em reativar a obra porque considerávamos o local de grande importância para o público que procurava os serviços de saúde no local. As demandas são grandes e sem a colaboração de todos, inclusive dos diretores das unidades, o trabalho fica prejudicado”, destaca.

    Calouro da Federal

    Responsável pelo melhor resultado no Processo Seletivo Contínuo (PSC), Lucas Oliveira Lima alcançou 450 dos 540 pontos possíveis, obtendo um percentual de sucesso de 83% no somatório das três etapas, pontuação que garantiu o primeiro lugar em Medicina. Mesmo tendo sido aprovado em outra instituição para o mesmo curso, o jovem já decidiu que levará no Diploma o emblema da centenária Universidade Federal do Amazonas (Ufam).

    Primeiro lugar no PSC decidiu pelo emblema Ufam no diploma.
    Primeiro lugar no PSC decidiu pelo emblema Ufam no diploma. | Foto: Divulgação / Ufam

    Ele revela que será o primeiro médico da família e que, em oportunidade anterior, conheceu o Campus Universitário Arthur Virgílio Filho. “Fiz a prova da Olimpíada de Astronomia no Campus. É um lugar diferente, tem um legado de mais de cem anos, é no meio de uma floresta e parece ter uma grande estrutura”, supõe o calouro.

    A expectativa dele em relação à vida acadêmica gira em torno das possibilidades de contribuir em projetos de pesquisa e de extensão, como as Ligas Acadêmicas, e de vivenciar a prática ainda na graduação. “Farei o melhor para superar os limites e contribuir para o bem da comunidade na área médica”, garante Lucas, cuja mensagem para todos os calouros desta Universidade de 109 anos é a de que a aprovação no PSC é apenas o começo de uma jornada. “A batalha até aqui já foi bastante difícil, mas não pode ter desânimo. Temos que continuar estudando, porque ainda virão muitos desafios e aprendizados,” declara Lucas.

    Edição: Lívia Nadjanara

    Leia mais: 

    Saiba como curtir o Carnaval gastando pouco |

    Cauã Reymond é fotografado nu e processa fotógrafo

    Alerta para as formas de contágio da Doença de Chagas; saiba mais

    Comentários