Fonte: OpenWeather

    Transporte Irregular


    Transporte Clandestino desafia a lei em Manaus

    Kombis, motos e carros de passeio fazem o transporte irregular de passageiros na cidade

    Em 2017 o número de apreensões chegou a 2197 veículos apreendidos, um aumento de 164% em comparação com 2016, quando foram registradas 831 apreensões.
    Em 2017 o número de apreensões chegou a 2197 veículos apreendidos, um aumento de 164% em comparação com 2016, quando foram registradas 831 apreensões. | Foto: Júnior Mello

    Manaus - É cada vez maior o número de transporte irregular na cidade de Manaus. De acordo com o Superintendência Municipal de Transporte Urbano (SMTU),  de janeiro a dezembro de 2017 foram apreendidos 2.197 veículos, um aumento de 164% em comparação com 2016, quando foram registradas 831 apreensões desse tipo de transporte.

    Entre os veículos mais apreendidos estão motocicletas (1.394), taxis com problemas de documentação (298),  veículos de passeio (167) e por último estão os veículos dos sistema de transporte Executivo e Alternativo com 142 apreensões.

    Em janeiro, deste ano,  a SMTU informou que 89 apreensões foram feitas, desses,  56 mototaxis clandestinos e seis veículos de passeios estavam fazendo transporte irregular de passageiros na cidade.

    Leia também: Rapaz é preso por roubar adolescente em 1º encontro amoroso em Manaus

    Veículos clandestinos são flagrados na Zona Oeste de Manaus

    | Foto: Junior Mello

    Conforme constatou a reportagem do EM TEMPO,  Kombis, motos e carros de passeios, realizam transporte clandestino em passageiros  nas paradas de Manaus. Um dos pontos observados pela reportagem foi parada de ônibus localizada na rua Dona Otília,  no bairro Tarumã, Zona Oeste de Manaus em direção a Avenida do Turismo. 

    No local foi possível verificar várias motos e pelo menos cinco carros, modelo Kombi, dois deles de lugares diferentes. Um possui a placa registrada no município  de Presidente Figueiredo, a119,34 km de Manaus, e o outro pertence a São João da Baliza, município localizado ao Sul de Roraima.

    Um  Mototaxista que não quis ser identificado,  relatou que é comum ver o vai e vem de veículos clandestinos no local. Segundo ele, muitos não possuem carteira de habilitação para dirigir. " É de manhã até a noite, eles ficam aqui pegando passageiro e atrapalham nosso serviço, pois pagamos nossos impostos. A pessoa que usa esses veículos sabem dos riscos que correm, assaltos,  acidentes, mas preferem porque não vão ficar esperando horas e horas o ônibus passar" disse. 

    População contribui 

    Apesar de ser proibido pelos órgão de trânsito,  a procura por parte da população que mora  no entorno do local  ainda é intensa, já que os ônibus que passam na via demoram pelo menos duas horas para passar nas paradas. "A gente fica aqui esperando mais de duas horas para passar o ônibus. Não há nenhuma cobertura. A gente fica pegando sol e chuva aqui. É por isso que as pessoas preferem pegar as lotações", disse uma moradora.

    No local, um dos motoristas da kombi clandestina, contou a reportagem que, a cada 15 minutos, uma Kombi sai e outra chega para levar os passageiros até o destino. "A passagem por pessoa, gira em todo de R$ 4 reais, até o final da rua. Se for ficar perto da ponte do Tarumã, o valor pula para R$ 8".

    De acordo com a SMTU, a Avenida Dona Otília, é atendida pelas linhas 005 e 316 , no entanto 20 linhas também operam na Avenida Torquato Tapajós, de onde os usuários podem embarcar nos ônibus para todas as zonas da cidade.

    órgão disse ainda que o combate ao transporte clandestino de passageiros é feito cotidianamente em todas as zonas da cidade, incluindo a zona Norte, na área da comunidade Campos Salles. 

    Comissão de transporte 

    De acordo com o vereador Rosivaldo Cordovil,  que preside a Comissão de Transporte, Mobilidade Urbana e Acessibilidade (COMTMUA), "a quantidade de pessoas que utilizam o transporte coletivo de manaus teve uma redução de quase 20% por contar de alguns fatores que vão desde as novas alternativas como, o Uber, mototáxis, alternativos, mas também, pelo número de pessoas possuem carro, estão desempregados e precisam sustentar suas famílias, ai acabam escolhendo entrar na ilegalidade" disse. 

    Rosivaldo disse ainda que tem acompanhado, por meio das redes sociais, e pelos jornais o crescimento de veículos piratas na cidade. "O assunto vem sendo debatido nas reuniões de comunidade. Temos solicitado audiências para tratar do assunto. É necessário que  o sistema de transporte em Manaus seja organizado para poder acomodar novos motoristas. A última concessão que a prefeitura liberou ainda não foi fechada. Pedimos a SMTU que continue intensificando a fiscalização nas ruas".

    Questionado sobre a ausência de cobertura nos pontos de ônibus de manaus, o vereador informou que recentemente a SMTU realizou um contrato para a construção e reforma de mais de 500 paradas em Manaus, e que mais da metade já foi concluída.  

    Denuncias podem ser feitas por meio dos telefones: 98802-3504 ou  pelo 92 3632-2784. O Atendimento presencial ocorrer das 8h às 14h e de 8h às 17h pelo atendimento telefônico. 

    Leia também:

    Motoristas ignoram a lei e trafegam com veículos pesados em Manaus

    Jovem é assassinado na frente da namorada enquanto trabalhava em bar

    Inscrições abertas para 21 cursos gratuitos do Ministério do Trabalho

    Comentários