Fonte: OpenWeather

    Luto


    Fotografia amazonense perde Raimundo Valentim

    O fotógrafo Valentim trabalhou em importantes veículos de comunicação do Estado

    | Foto: Divulgação

    Manaus - O repórter fotográfico Raimundo Valentim, morreu por volta das 5h desta segunda-feira (12), no Hospital Prontocord, na Zona Sul de Manaus. Valentim lutava contra um câncer no pâncreas e morreu após falência múltipla dos órgãos.

    A notícia da morte do fotógrafo causou tristeza e comoção nos colega que conviveram com o profissional nas redações e assessorias. Apaixonado pela fotografia, Valentim trabalhou em jornais impressos de Manaus, entre eles o Jornal Em Tempo, jornal A Crítica e Diário do Amazonas. Também trabalhou em importantes veículos nacionais como o Estadão e O Globo. 

    Leia também: Hackers negociam clonagem de WhatsApp e redes sociais em Manaus

     Amigos e colegas de profissão usaram as redes para homenagear o fotógrafo, que contava com mais de 20 anos de profissão, recebendo prêmio internacionais pela excelência do trabalho. 

    Raimundo Valentim ao lado de outros colegas fotógrafos no Festival de Parintins
    Raimundo Valentim ao lado de outros colegas fotógrafos no Festival de Parintins | Foto: Reprodução/Internet

    "Tínhamos uma relação de amizade muito boa. Valentim era um cara muito humano, atencioso e carinhoso com todos. Contava com um talento inegável, sempre sorridente, de astral elevado, brincalhão e atencioso. Nunca houve um momento sequer de atrito, sempre com disposição em nos  ajudar. Quem nos dera, ter mais pessoas tão especiais como o Valentim", escreveu o jornalista  Saulo Borges.

    "Um mestre no estilo, sempre alegre, concentrado e focado. Quando eu falo mestre, não brinco nenhum pouco. Convivi com Raimundo Valentim por pouco tempo, mas o suficiente para adquirir um pouco dos conhecimentos de sua vida jornalística. Um upload feito por ele quase que diariamente, para contar aos colegas suas experiências vividas durante décadas de trabalho por esse Brasil", escreveu o jornalista Mário Marinho.

    Menina carregando um bicho preguiça
    Menina carregando um bicho preguiça | Foto: Raimundo Valentim

    Raimundo Valentim era natural da Paraíba (PB), estudou jornalismo na Faculdade de Comunicação Helio Alosno (Facha), no Rio de Janeiro,  onde iniciou sua carreira profissional.

    Valentim foi casado com Edna Mestrinho, filha do ex-governador Gilberto Mestrinho. Da relação nasceu o jornalista Rafael Valentim e Carolina Valentim. Atualmente era casado com a jornalista Tereza Teófilo, com quem teve outra filha, Valentina.

    O velório de Valentim acontecerá a partir das 14h30, na Funerária Recanto da Paz, Avenida Cirilo Neves, Estrada da Ponte. O enterro será às 16h30, no Cemitério Recanto da Paz, em Iranduba.

    Nota de pesar 

    A Prefeitura de Manaus emitiu uma nota lamentando a morte de Raimundo Valentim, que atualmente estava trabalhando na Secretaria Municipal de Comunicação (Semcom).

    "É com profundo pesar que a Prefeitura de Manaus lamenta a morte do competente repórter fotográfico da Secretaria Municipal de Comunicação (Semcom), Raimundo Soares Valentim, ocorrida na manhã desta segunda-feira, 12/3, em decorrência de câncer. Valentim atuou nas redações dos principais jornais do Brasil e, no Amazonas, foi responsável pela implantação das editorias de fotografia nos jornais A Crítica, O Estado do Amazonas e Diário do Amazonas. Vencedor de três prêmios fotográficos e tendo participado de várias exposições individuais e coletivas no Amazonas e Rio de Janeiro, Raimundo Valentim deixa de luto seus familiares, amigos e a fotografia", diz a nota.

    Leia mais: 

    Receba noticias do EM TEMPO pelo whatsApp

    Em festa de criança, homem armado esfaqueia irmãos à procura de esposa

    Ex-detento é executado com quatro tiros em Flores

    Homem é morto a facadas em parada de ônibus no Jorge Teixeira

    Comentários