Fonte: OpenWeather

    Erosão por chuva


    Prefeitura intensifica obras em buraco de 15 metros na Zona Norte

    Um efetivo de trabalhadores, máquinas e assistência social estão no local para realizar uma força tarefa

    Conjunto Vila Real, bairro Cidade Nova, recebeu levantamento topográfico da área, para evitar futuras erosões | Foto: Alexandre Fonseca / Seminf

    Manuas- Apesar da obra preventiva de drenagem profunda em uma das avenidas mais movimentadas de Manaus, mobilizando boa parte do efetivo, a prefeitura está realizando atendimento em outras zonas da cidade. Uma delas é obra é em decorrência de um deslizamento de terra, que ocasionou uma erosão de, aproximadamente, 15 metros de profundidade.

    A Secretaria Municipal de Infraestrutura (Seminf) iniciou esta semana a obra de drenagem profunda que vai melhorar o dia a dia de mais de 50 famílias na travessa Tupiniquim, bairro Vale do Sinai, na Zona Norte.

    Leia também: Senado pode votar para aumento de pena do feminicídio

    Os trabalhos são o resultado da solicitação da comunidade, devido ao agravamento do problema durante o período chuvoso. Ainda na semana passada, o prefeito em exercício e secretário de Infraestrutura, Marcos Rotta, esteve no local para ver de perto a necessidade dos moradores e determinar a linha de atuação da equipe de Pronta Resposta da prefeitura.

    Mais de 50 famílias do bairro Vale Sinai, Zona Norte, serão beneficiadas por obras da Prefeitura
    Mais de 50 famílias do bairro Vale Sinai, Zona Norte, serão beneficiadas por obras da Prefeitura | Foto: Alexandre Fonseca / Seminf

    “Essa é uma demonstração do efeito devastador das chuvas em Manaus, que agrava a situação de pessoas que moram em áreas de risco na cidade. Assim como a Djalma Batista, também estamos em situação emergencial nessa localidade para resolver o problema o mais rápido possível, evitando que as estruturas das casas próximas sejam afetadas. A previsão é de que em 45 dias todo serviço de recuperação esteja concluído”, destacou Rotta.

    A erosão se deu pelo escoamento de águas pluviais vindas do conjunto Renato Souza Pinto, parte mais alta do bairro. Por este motivo, ao menos oito casas estavam em risco iminente de serem derrubadas pela erosão do solo. A etapa atual do serviço está no assentamento dos 380 tubos, de um metro e meio de diâmetro, com interligação a uma caixa coletora a uma rede de drenagem já existente na região. Além disso, a contenção de um rip-rap, o reaterramento e a colocação de massa asfáltica estão inclusos no cronograma da obra.

    A moradora Luana Lopes, da travessa Tupiniquim, era uma das que sofriam com o problema da erosão. Segundo ela, a realidade vai mudar a partir de agora. “Já passei por muitas situações constrangedoras por causa desse buraco. Ficava atolada pelo excesso de lama quando queria passar para ir ao mercado, muitas vezes até com meu filho pequeno”, relembrou. “Achei muito bonito o Rotta vir aqui e ver como é o trabalho”, afirmou.

    Para o serviço, a Seminf mobilizou dez homens de apoio, duas escavadeiras hidráulicas e duas retroescavadeiras. A equipe de tapa-buracos também está a todo vapor na rua 17 e B1, sanando as partes avariadas das vias públicas. Tanto a Defesa Civil Municipal quanto a Secretaria Municipal da Mulher, Assistência Social e Direitos Humanos (Semmasdh) fazem o acompanhamento das famílias e algumas já foram incluídas no aluguel social, após um laudo apontar risco nas moradias.

    Outro ponto que também recebeu as equipes de infraestrutura da Prefeitura de Manaus nesta segunda-feira (12), é a rua 8, do conjunto Vila Real, na Cidade Nova, também na Zona Norte. No local, é necessária uma ação imediata, com levantamento topográfico da área, para evitar maiores problemas aos moradores por conta de uma erosão.

    Conjunto Vila Real, bairro Cidade Nova, recebeu levantamento topográfico da área, para evitar futuras erosões
    Conjunto Vila Real, bairro Cidade Nova, recebeu levantamento topográfico da área, para evitar futuras erosões | Foto: Alexandre Fonseca / Seminf

    Mais contenção

    Com uma atuação rápida e eficiente, a equipe de pronta-resposta da Secretaria Municipal de Infraestrutura (Seminf) evitou que uma erosão ocorrida na última sexta-feira (10), tomasse maiores proporções na rua Mantiqueira, no bairro Redenção, Zona Centro-Oeste. Mesmo com poucos dias de serviço, a obra já encontra-se na fase final de aplicação de massa asfáltica, para posterior liberação para tráfego.

    O prefeito em exercício e secretário municipal de Infraestrutura (Seminf), Marcos Rotta, explicou que foi necessário realizar de forma emergencial a recomposição da uma tubulação da rede de drenagem subterrânea rompida por conta das ligações clandestinas à rede, realizada por particulares.

     "A erosão com cerca de nove metros de profundidade já foi solucionada e os moradores podem ficar tranquilos, pois já não oferece mais risco às casas. Porém, precisamos alertar a população de que uma ação particular acarreta, sempre, em consequências coletivas. Vamos atender sempre às necessidades de Manaus, pois essa é a determinação do prefeito Arthur Virgílio Neto, mas precisamos evitar esse tipo de percalço", enfatizou Rotta.

    Dona Ângela, moradora do bairro há nove anos, diz se sentir aliviada com a ação imediata. "Eu pensei que ia demorar para o serviço chegar aqui, porque os esforços estão concentrados na obra da Djalma Batista, mas não. Fiquei surpresa e me sinto mais segura, porque pude acompanhar essa obra e vi o trabalho bem feito que fazem", elogiou.

    Doze homens e máquinas da pasta trabalham no local para finalizar o asfaltamento ainda nesta segunda-feira e devolver a circulação de veículos da via. Na sequência do serviço, toda extensão da rua receberá serviço de tapa-buraco para melhorar ainda mais a vida dos residentes do bairro Redenção.

    Leia mais: 

    Aumento nos casos de malária deixa alerta na Saúde Pública do Estado

    Quer comer peixe de graça na Semana Santa? Saiba mais

    Greve dos Correios tem menos de 15% de adesão dos servidores


    Comentários