Fonte: OpenWeather

    Tecnologia


    Verba de R$1 milhão é aprovada para projetos de pesquisa do Ifam

    Os projetos farão parte do Acordo de Cooperação do Programa de Apoio ao Desenvolvimento do Setor de Tecnologia da Informação na Amazônia

    Os projetos farão parte do Acordo de Cooperação do Programa de Apoio ao Desenvolvimento do Setor de Tecnologia da Informação na Amazônia | Foto: Divulgação

    Manaus - Servidores-pesquisadores do Instituto Federal do Amazonas (Ifam) tiveram três projetos aprovados no edital do Programa Estratégico em Tecnologia da Informação (RH-TI) da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado do Amazonas (Fapeam).

    Os projetos farão parte do Acordo de Cooperação do Programa de Apoio ao Desenvolvimento do Setor de Tecnologia da Informação na Amazônia e somam R$1.151.101,10 em investimentos.

    Segundo o reitor do Ifam, Antônio Venâncio Castelo Branco, tais editais despertam a curiosidade dos estudantes na área de Tecnologia da Informação. 

    "No Ifam buscamos estimular nossos alunos e servidores a participarem de iniciativas como esta, principalmente, nos campi que estão localizados no interior, onde temos descoberto grandes talentos para a área tecnológica", disse ele.

    Leia também: App do 'UNA-SUS Amazônia' é oficialmente lançado em Manaus

    Coordenado pela professora Joyce Miranda dos Santos, o projeto "Robótica educacional no incentivo de alunos do Ensino Médio para atuação na área de tecnologia da informação", tem o objetivo de propiciar aos alunos do Ensino Médio, de escolas da rede estadual de educação do Amazonas, o contato com práticas associadas à aplicação da robótica educacional. O objetivo é estimular o interesse desses alunos na área de Tecnologia da Informação.

    A ação envolverá os campi Manaus Centro, Itacoatiara, Presidente Figueiredo, Maués, Coari, Parintins, Tefé e Manacapuru onde será investido R$ 633.463,00 em pagamento de bolsas para professores, tutores e alunos; aquisição de materiais como os kits de robótica que serão utilizados em sala de aula, além da realização de eventos de competição de robótica em Manaus e em outros municípios do Amazonas.

    Já o projeto "Sistema integrado de coleta automatizada de programas maliciosos: E-Cacuri", sob coordenação do professor Gilbert Martins Breves está avaliado em R$ 334.466,15 e seis campi: Manaus Distrito Industrial, Manacapuru, Presidente Figueiredo, Coari, Tefé, Tabatinga e a reitoria durante a pesquisa. O valor do projeto irá custear a compra de equipamentos e despesas com diárias e passagens para a pesquisa.

    O objetivo é a criação de um ambiente automatizado que possibilite a construção e atualização contínua de uma base de dados, contendo amostras coletadas durante ataques a um sistema alvo monitorado (honeynet).

    Bem como a criação de um laboratório de virtualização que possibilite aos pesquisadores a manipulação de programas maliciosos em um ambiente virtual, além de proteger os recursos computacionais utilizados durante o desenvolvimento de pesquisas na área de segurança de sistemas computacionais.

    *Com informações da assessoria

    Leia mais:

    Fapeam aumenta cota de apoio para iniciação científica no Amazonas

    Estudantes participam nesta sexta (18) da Olimpíada de Astronomia

    Cerveja e Ciência: evento leva pesquisadores aos bares de Manaus

    Comentários