Fonte: OpenWeather

    Inovação


    Equipe Sesi representa Amazonas em Torneio de Robótica

    O projeto “Sorria” leva em conta dados sobre o desperdício de água na capital amazonense, estimado em 252 milhões de litros diários

    Etapa nacional do Torneio acontece dia 16 a 18 de março, em Curitiba, no Paraná | Foto: Divulgação

    Manaus - A invenção de um contador digital, capaz de controlar a quantidade de água fornecida a uma residência, deu a um grupo de alunos do Serviço Social da Indústria (Sesi) de Manaus, a chance de representar o Amazonas na etapa nacional do Torneio de Robótica First Lego League, acontece dia 16 a 18 de março, em Curitiba, no Paraná.

    O projeto “Sorria” (Sistema Organizado Residencial de Redução Inteligente de Água) leva em conta dados sobre o desperdício de água na capital amazonense, estimado em 252 milhões de litros diários.

    Leia também: Evento reúne soluções tecnológicas de baixo custo ao alcance de todos

    Classificado na etapa regional do Torneio, em dezembro do ano passado, em Manaus, com outras quatro equipes de escolas públicas e particulares da região Norte, o Team Prodixy, inventor do projeto Sorria, é formado por alunos do ensino fundamental e ensino médio da Escola Sesi Dra. Emina Barbosa Mustafa, na faixa dos 12 aos 17 anos.

    De acordo com o instrutor de informática da escola e um dos organizadores da etapa regional do torneio, Glauco Soprano Machado, a proposta da competição, organizada em nível nacional pelo Sesi é despertar nas crianças e jovens o interesse por ciência e tecnologia, sempre a partir de desafios para que apresentem soluções inovadoras para problemas da atualidade. Na atual temporada, o tema, Hydro Dynamics, está relacionado ao uso da água no planeta.

    A partir da ideia de melhorar a maneira como a água é consumida no meio doméstico, os integrantes do Team Prodixy, segundo Glauco, pesquisaram soluções já existentes e descobriram um meio barato de controlar a vazão da água que será fornecida para uma residência, por meio de um sistema de leitura em tempo real.

    “A instalação do dispositivo é feita antes da caixa d'água, por meio de um sensor de fluxo de água, que é capaz de medir o volume que está passando ali. O sensor manda as informações para o microcontrolador, para informar quando o volume da água for maior do que o pré-estabelecido, por meio de um comando para a válvula Solenoide, que irá reduzir a vazão da água, diminuindo assim o fluxo excedente”, explica o instrutor.

    Além disso, segundo ele, o consumidor que possuir este sistema instalado em casa conseguirá acompanhar a sua conta em tempo real. “Isto porque o Sorria é capaz de enviar uma mensagem via SMS ao proprietário, informando que ele atingiu a cota pré-estabelecida, ou quanto ele já gastou até aquele momento”, diz.

    O time também realizou palestras de conscientização e divulgação nas escolas Sesi, além dos estudantes e professores do Senais, que acharam a solução viável e econômica e apoiaram para que fosse feito progresso nas fases de implantação do projeto.

    Ao todo, 83 equipes de todo o país estão habilitadas para participar do Torneio Nacional de Robótica First Lego League, vagas conquistadas em seletivas regionais realizadas em 11 Estados no ano passado.

    De acordo com a superintendente do Sesi Amazonas, a rede Sesi vem adotando o uso da robótica em sala de aula desde 2006. Hoje, as 459 escolas do Sesi em todo o país oferecem atividades de robótica, tanto no ensino fundamental quanto ensino médio, beneficiando cerca de 190 mil alunos.


    Leia mais:

    Mato? Conheça os benefícios e propriedades medicinais do quebra-pedra

    Rio Negro: 5 Curiosidades sobre o maior rio de águas pretas do mundo

    Obras em nova estação de tratamento de esgoto estão em fase final

    Comentários