Fonte: OpenWeather

    Visita


    Princesa do Japão visita Ampa e conhece os mamíferos aquáticos do AM

    A visita da princesa do Japão Mako de Aikishino ao Inpa, é uma das ações que integram a comemoração dos 110 anos de imigração japonesa no Amazonas

    Na oportunidade a princesa Mako alimentou um dos filhotes com a mamadeira | Foto: Fernanda Farias

    Na oportunidade a princesa Mako alimentou um dos filhotes com a mamadeira | Autor: TV EM TEMPO

    Manaus - princesa do Japão Mako de Aikishino visitou a Associação Amigos do Peixe-boi (Ampa), no Instituto Nacional de Pesquisa da Amazônia (Inpa/MCTIC), como parte da programação de comemoração dos 110 anos de imigração japonesa no Amazonas. A visita aconteceu na manhã desta quinta-feira (26), no Bosque da Ciência, Zona Centro-Sul de Manaus.

    Para conhecer mais sobre os mamíferos aquáticos da Amazônia, a pesquisadora do Inpa, Vera da Silva, recebeu a princesa no berçário e explicou sobre a importância das espécies endêmicas para o equilíbrio dos ecossistemas.

    Na oportunidade a princesa Mako alimentou um dos filhotes com a mamadeira e conheceu mais sobre as ameaças que está espécie sofre com a caça ilegal.

    A princesa Mako, de 26 anos, é neta do imperador Aikishino e filha mais velha do príncipe Akishino
    A princesa Mako, de 26 anos, é neta do imperador Aikishino e filha mais velha do príncipe Akishino | Foto: Fernanda Farias

    Leia também: Princesa japonesa Mako visita Manaus e recebe comunidade japonesa

    A pesquisadora, que também é coordenadora do Projeto Mamíferos Aquáticos da Amazônia, patrocinado pela Petrobras, acompanhou a princesa durante todo trajeto, e explicou sobre as peculiaridades da região na Casa da Ciência, onde sua alteza real ficou encantada com a maior folha do mundo, a cocoloba.

    A princesa Mako, de 26 anos, é neta do imperador Aikishino e filha mais velha do príncipe Akishino, segundo na linha de sucessão imperial.

    A Ampa

    Há 18 anos a Associação Amigos do Peixe-Boi (Ampa) promove pesquisas e a proteção dos mamíferos aquáticos da Amazônia por meio de projetos com o objetivo de assegurar as espécies que estão ameaçadas de extinção, como o peixe-boi, o tucuxi e o boto-vermelho.

    Patrocínio

    O projeto Mamíferos Aquáticos da Amazônia executada pela Ampa em parceria com Laboratório dos Mamíferos Aquáticos do Inpa, é patrocinado pela Petrobras por meio Programa Petrobras Socioambiental.

    Para saber mais sobre os projetos da Ampa acesse www.ampa.org.br e acompanhe as atividades nas redes sociais Facebook e Instagram.

    Leia mais:

    Mais 131 venezuelanos deixam Roraima no processo de interiorização

    Após separação, 19 crianças brasileiras já estão com famílias nos EUA

    Jovens do Reino Unido preferem internet a sexo

    CIDADANIA

    Comentários