Fonte: OpenWeather

    MEIO AMBIENTE


    Vivência de ribeirinhos no AM vira tema de exposição fotográfica

    O conjunto de 60 fotos expostas no Shopping ViaNorte revela experiências, emoções e inquietações da juventude ribeirinha do Amazonas

     As fotos foram assinadas por diferentes fotógrafos, produzidas durante experiências desses jovens, de 12 a 28 anos, nos projetos desenvolvidos pela FAS
    As fotos foram assinadas por diferentes fotógrafos, produzidas durante experiências desses jovens, de 12 a 28 anos, nos projetos desenvolvidos pela FAS | Foto: Divulgação


    Manaus -  Eles são adolescentes e jovens cheios de sonhos, moram em comunidades ribeirinhas do interior do Amazonas e participam de projetos da Fundação Amazonas Sustentável (FAS). Todos protagonizam a partir de segunda-feira (5) a exposição FAS JuventudeS, uma mostra fotográfica que inaugura no Shopping ViaNorte, na Zona Norte de capital, com vivências, sonhos e inquietações dessa juventude ribeirinha do Estado.

     As fotos foram assinadas por diferentes fotógrafos, produzidas durante experiências desses jovens, de 12 a 28 anos, nos projetos desenvolvidos pela FAS nas áreas de educação, esporte, meio ambiente, arte e cidadania. A exposição faz parte da programação comemorativa de 10 anos da Fundação Amazonas Sustentável.

     “Essa juventude tem muito a dizer e fazer. Por serem fortes, resistem. Por serem inquietos, se adaptam. Nessa exposição é mostrado o que é ser jovem no meio da floresta e representa essa juventude que é múltipla, diversa e plural”, explicou Anderson Mattos, Gerente do Programa de Educação, Saúde e Cidadania da FAS.

    A exposição fica em cartaz até o dia 12 de novembro
    A exposição fica em cartaz até o dia 12 de novembro | Foto: Divulgação


    Em cartaz até 12 de novembro, a exposição também conta com mapas das comunidades ribeirinhas onde eles vivem e lupas para visualizar as fotos mais de perto, com nitidez e detalhes, provocando a interatividade e ampliação do olhar além de móbiles com representação de elementos da floresta como pássaros e flores, produzidos a partir de materiais reutilizáveis e alguns elementos naturais como folhas e pequenos galhos secos”, explicou Mattos.

     7º Intercâmbio de Saberes

     Durante o período da exposição fotográfica ocorre simultaneamente, de 5 a 9 de novembro, o 7º Intercâmbio de Saberes, um projeto do Programa de Saúde e Cidadania da FAS que busca promover a mobilização e o empoderamento desses jovens ribeirinhos estudantes das escolas dos Núcleos de Conservação e Sustentabilidade (NCSs) em Unidades de Conservação (UC) onde a FAS atua.

    A exposição faz parte da programação comemorativa de 10 anos da Fundação Amazonas Sustentável
    A exposição faz parte da programação comemorativa de 10 anos da Fundação Amazonas Sustentável | Foto: Divulgação


    No intercâmbio, 50 alunos das escolas ribeirinhas, vinculadas à Secretaria de Estado de Educação (Seduc), participam de rodas de conversa, oficinas, debates e trocas de experiências nas temáticas como meio ambiente, educação, violência sexual, saúde, identidade, políticas públicas e protagonismo juvenil. “É uma iniciativa voltada ao fortalecimento desse protagonismo juvenil, à luz dos Objetivos do Desenvolvimento Sustentável (ODS), da Organização das Nações Unidas (ONU)”, explicou Anderson Mattos.

     Como parte da programação do 7º Intercâmbio está prevista também uma visita dos adolescentes à exposição FAS JuventudeS, onde os jovens poderão se reconhecer nas fotografias da mostra fotográfica e se verem como protagonistas do processo. Além disso, também ocorrerá uma atividade de interação entre eles, onde os jovens ribeirinhos poderão escrever os nomes deles no mapa do Estado do Amazonas.


    Leia mais:

    Projeto de autoconhecimento cultural contempla jovens ribeirinhos 

    Instituto Mamirauá é eleito uma das 100 melhores ONG's do Brasil

    Feira do Pirarucu Manejado acontece em Manaus 

     

    Comentários