Fonte: OpenWeather

    Vistoria


    Ipaam vistoria ramais da BR-174, em etapa do projeto Puxirum Ambiental

    Vistorias técnicas de campo serão realizadas para detectar se as informações que o proprietário declarou no processo de Licenciamento Ambiental estão corretas

    Visitas técnicas ocorreram nos ramais da Cooperativa e do Pau-Rosa. | Foto: Divulgação/ José Narbaes

    Manaus - O Instituto de Proteção Ambiental do Amazonas (Ipaam) iniciou nesta quarta-feira (7), a 2ª etapa do projeto Puxirum Ambiental, com visitas técnicas nos ramais da Cooperativa e do Pau-Rosa, que fazem parte do Projeto de Assentamento (PA) Tarumã-Mirim, localizado na Zona Rural, no quilômetro 21 da BR-174.

    De acordo com o analista ambiental do Ipaam, Alexandre Silva, o trabalho consiste em vistorias técnicas de campo para detectar se as informações que o proprietário declarou no processo de Licenciamento Ambiental Único (LAU) estão corretas. “Trata-se da segunda parte do nosso trabalho, no qual também analisamos se existe vegetação excedente nos empreendimentos”, disse.

    Leia também: Sema inicia reuniões para plano de gestão das Unidades de Conservação

    Segundo Silva, ao todo serão realizadas 49 visitas técnicas até esta quinta-feira (8), quando encerram os trabalhos. Só nesta quarta-feira foram realizadas 24 vistorias com duas equipes técnicas do Ipaam divididas em quatro técnicos do órgão nos dois ramais.

    Na 1ª fase, o projeto Puxirum Ambiental atendeu mais de 200 pessoas com Cadastro Ambiental Rural (CAR) nas duas localidades, no período de 22 a 26 der janeiro deste ano, nas escolas municipais Maria Izabel Cordeiro, no ramal da Cooperativa, e Neuza dos Santos Ribeiro, no ramal do Pau-Rosa.

    Serão realizadas 49 visitas técnicas até esta quinta, quando encerram os trabalhos.
    Serão realizadas 49 visitas técnicas até esta quinta, quando encerram os trabalhos. | Foto: Divulgação / José Narbaes

    Nos locais foram emitidas 81 processos de LAU e 50 inclusões no CAR. O projeto contou com a parceira do Instituto de Desenvolvimento do Amazonas (Idam), Instituto Nacional de Colonização Agrária (Incra), Secretaria Municipal de Educação (Semed), Conselho dos Assentados do PA Tarumã-Mirim, Sindicato dos Trabalhadores Rurais de Manaus e Gerência de Educação Ambiental do Ipaam, além do apoio da cooperação Técnica Alemã GIZ.

    Leia mais:

    Mercúrio apreendido em SC abasteceria garimpo ilegal na Amazônia

    Saneamento é saúde; programa ajuda reduzir mortalidade infantil no AM

    Após reportagem Em Tempo, valor do açaí pago ao extrativista sobe 24%

    Comentários