Fonte: OpenWeather

    Tecnologia


    Alunos do AM criam app para explicar física com realidade aumentada

    FisicAR, desenvolvido por alunos de Manaus, contribui no aprendizado de forma lúdica, permitindo interação visual na explicação de conceitos de física e matemática do 1º ano do Ensino Médio

    O FisicAR explica, de forma mais lúdica, os problemas apresentados em sala de aula, aproveitando a inovação da realidade aumentada
    O FisicAR explica, de forma mais lúdica, os problemas apresentados em sala de aula, aproveitando a inovação da realidade aumentada | Foto: Reprodução

    Manaus-  Um dos finalistas da segunda edição da Maratona UNICEF Samsung, iniciativa que desafia estudantes de todo o Brasil com projetos envolvendo educação e tecnologia, aplica conceitos de física e matemática por meio de realidade aumentada. O FisicAR, aplicativo criado por alunos de três escolas diferentes de Manaus (AM), trabalha, principalmente, o conteúdo de Física do primeiro semestre do 1º ano do Ensino Médio a partir de uma interação visual que permite, por exemplo, enxergar a movimentação de carros em cima de uma mesa ou do chão, aprimorando o aprendizado.

    "Nas minhas aulas de física, sempre falei para os estudantes imaginarem o problema, como ver um corpo caindo, o seu barulho. Um ex-aluno pegou essa ideia e quis fazer o aplicativo em realidade virtual. Conversei com professores de diversas escolas de Manaus e montamos um grupo para o projeto. No aplicativo, o aluno lida com a física com animações, podendo visualizar e até interagir. Criamos cenários, por exemplo, de um carro acelerando, e essa imagem aparece na realidade virtual, como se o carro estivesse em cima da mesa", explicou Reginaldo Paixão da Silva, professor responsável pelo projeto FisicAR, que tem as duas últimas letras escritas em maiúsculo exatamente para ressaltar o conceito de realidade aumentada, destacando as iniciais R e A.

    Professor de física nas escolas da Secretaria de Estado de Educação e Qualidade de Ensino do Amazonas, Reginaldo reuniu quatro alunos para desenvolver o aplicativo. Participaram do grupo Vinicius Bruno Tanaka Fernandes, atualmente cursando Matemática na Universidade Federal do Amazonas, Vinícius Maxwell Pinheiro Honda, do 2º ano do Ensino Médio da Escola Estadual Senador Petrônio Portella, e Lucas Lima Carioca e Selthon Noronha de Moura, ambos do 2º ano do Ensino Médio da Fundação Matias Machline.

    O FisicAR explica, de forma mais lúdica, os problemas apresentados em sala de aula, aproveitando a inovação da realidade aumentada. O aplicativo conta com conceitos como velocidade média, movimento uniforme e lançamento oblíquo, entre outros, e permite a inclusão de mais conteúdos, pois a ideia do grupo não foi desenvolver um programa totalmente concluído. Houve ainda a preocupação de conexão com o mundo real, dificuldade comum no aprendizado de Física, trabalhando, também, a importância de educação no trânsito, já que alguns dos exercícios indicados apontam consequências de colisões e tráfego em alta velocidade.

    "É dada uma explicação rápida e, na sequência, tem exercícios. Trabalhamos questões de matemática, sempre muito ligada à física", falou o professor Reginaldo Paixão da Silva.

    A partir da visão global da área de Cidadania Corporativa, ‘Together for Tomorrow! Enabling People’, a Samsung considera cada vez mais importante estimular ideias e iniciativas como o FisicAR. "Temos uma década de atuação com a Responsabilidade Social no Brasil, ressaltando que a tecnologia tem um papel fundamental na transformação do potencial humano. A Maratona UNICEF Samsung incentiva o desenvolvimento de projetos inovadores para a educação, apoiados pela tecnologia. É inspirador ver as equipes trabalhando em soluções que poderão ser utilizadas como ferramentas de aprendizagem. A educação e a inovação são chaves para a sociedade evoluir", frisou Isabel Costa, Gerente de Cidadania Corporativa da Samsung Brasil.

    Além do FisicAR, mais 18 equipes participaram da fase final da Maratona UNICEF Samsung. Por conta do isolamento social, os grupos cumpriram as últimas etapas do programa com atividades online, tanto para o trabalho de mentoria quanto para as bancadas de avaliação. A versão final dos aplicativos foi publicada em 5 de junho e a cerimônia de encerramento está marcada para 24 de agosto.

    Para baixar o FisicAR acesse:

    http://play.google.com/store/apps/details?id=com.FisicARTeam.FisicAR

    *Com informações da assessoria

    Leia Mais:

    Amazônia recebe a Semana da Indústria 4.0

    Em meio à pandemia, LG aposta em nova linha de TVs Oled

    Mercedes-Benz inicia as vendas do primeiro carro elétrico no Brasil

    Comentários