Fonte: OpenWeather

    Mega operação


    Polícia prende acusados de tráfico que se disfarçavam de mototaxistas

    Os acusados vão responder por tráfico e associação para o tráfico e organização criminosa

    Foi constatado que os acusados vendiam drogas disfarçados de mototaxistas com o objetivo de não serem identificados pela polícia
    Foi constatado que os acusados vendiam drogas disfarçados de mototaxistas com o objetivo de não serem identificados pela polícia | Foto: divulgação


    Rio de Janeiro - Policiais civis da Delegacia de Combate às Drogas (Dcod) fazem hoje (1º) uma operação para cumprir 13 mandados de prisão preventiva contra acusados de envolvimento com a quadrilha que controla a venda de drogas no Morro do Urubu, na zona norte do Rio de Janeiro. Segundo a Polícia Civil, dez pessoas já foram presas.

    Durante investigações, que duraram oito meses, foi constatado que os acusados vendiam drogas disfarçados de mototaxistas com o objetivo de não serem identificados pela polícia. Ela informou que eles ficavam baseados na entrada da comunidade, onde recebiam a encomenda de usuários de drogas. Depois, iam até o interior da favela para buscar drogas.

    De acordo com a Dcod, essa é uma nova forma de atuação do tráfico que permitia aos criminosos, em eventuais abordagens policiais, não serem flagrados com as drogas.

    Os acusados vão responder por tráfico e associação para o tráfico e organização criminosa.

    Leia mais

    Bolsonaro faz reunião de trabalho no Rio para definir transição

    Polícia investiga agressão motivada por homofobia em escola do Rio

    Tumulto entre eleitores deixa um ferido em Laranjeiras, no Rio


    Comentários