Fonte: OpenWeather

    Ação judicial


    Mizael processa juíza por não sair da cadeia para ver o mar da Bahia

    O ex-policial foi condenado a mais de 20 anos de prisão pelo assassinato da ex-namorada Mércia Nakashima. Ele pediu da juíza R$ 100 mil em indenização

    Ele cumpre pena no regime semiaberto e tem direito ao benefício
    Ele cumpre pena no regime semiaberto e tem direito ao benefício | Foto: Divulgação


    Mizael Bispo, condenado a mais de 20 anos pelo assassinato da ex-namorada Mércia Nakashima, decidiu processar por danos morais e materiais a juíza que decidiu barrar a sua saída temporária da prisão. 

    O criminoso pediu uma compensação de R$ 100 mil por não ter viajado para Bahia, onde iria passar as festas de Natal e Ano Novo com a família e o avô de idade avançada, do qual ele não se encontrava havia anos em consequência da sua condenação. Mizael Bispo também pediu o ressarcimento do valor gasto na passagem aérea perdida. 

    Ele cumpre pena no regime semiaberto e tem direito ao benefício, mas, a magistrada decidiu suspender a "saidinha" de fim de ano depois que o condenado aproveitou a sua última saída da prisão para acompanhar o processo em que pede para recuperar o direito de andar armado por ser ex-policial, no Fórum de Guarulhos. 

    A suspensão da saída temporária ocorreu cinco dias antes do início do benefício e, de acordo com a defesa de Mizael Batista, foi uma medida tomada sem amparo legal e que causou prejuízos ao seu cliente. 

    Comentários