Fonte: OpenWeather

    Imunização


    70 milhões de animais devem ser vacinados contra febre aftosa

    Conforme o Calendário Nacional de Vacinação 2020 a dose é destinada a imunização de bovinos e bubalinos com até 2 anos de idade

    As vacinas devem ser adquiridas nas revendas autorizadas e mantidas na temperatura entre 2°C e 8°C | Foto: divulgação

    A segunda etapa da vacinação contra a febre aftosa começa no próximo dia 3 de novembro. Conforme o Calendário Nacional de Vacinação 2020 a dose é destinada a imunização de bovinos e bubalinos com até 2 anos de idade na maioria dos estados brasileiros. Ao todo, a expectativa do Ministério da Agricultura é de imunizar cerca de 70 milhões de animais até o final de novembro.

    As vacinas devem ser adquiridas nas revendas autorizadas e mantidas na temperatura entre 2°C e 8°C, desde a aquisição até o momento da utilização, incluindo o transporte e a aplicação, já na fazenda. Devem ser usadas agulhas novas para aplicação da dose de 2 ml na tábua do pescoço de cada animal, de preferência nas horas mais frescas do dia, para fazer a contenção adequada dos animais e a aplicação da vacina.

    O Plano Estratégico do Programa Nacional de Vigilância para a Febre Aftosa visa manter condições sustentáveis para garantir o status de país livre da doença e tem como objetivo principal ampliar as zonas sem vacinação. Com a colaboração de profissionais de diversos órgãos estaduais de defesa sanitária animal, o Departamento de Saúde Animal da Secretaria de Defesa Agropecuária, publicou o Manual de Investigação de Doença Vesicular e o Plano de Contingência para Febre Aftosa.

    O manual estabelece os procedimentos técnicos que devem ser realizados pelos médicos veterinários, quando da suspeita de uma doença com sintomatologia clínica compatível com a febre aftosa. Já o plano de contingência descreve todos os procedimentos que devem ser realizados quando da confirmação de um foco de febre aftosa no país.

    Comentários