Fonte: OpenWeather

    Amazonpedia


    Vídeo: história da Catedral Metropolitana de Manaus

    A Catedral Metropolitana de Manaus, no centro da capital, foi a primeira obra arquitetônica da cidade. A Igreja foi construída em 1858 e inaugurada em 1878, em homenagem a Nossa Senhora da Conceição, a padroeira do Brasil. Saiba mais no link:

    | Foto: Ingrid Anne/Manauscult

    Manaus - A Catedral Metropolitana de Manaus, conhecida popularmente como "Matriz", localizada no bairro Centro, foi a primeira obra arquitetônica da capital. A Igreja, na forma como é vista hoje, foi construída em 1858 e inaugurada em 1878, em homenagem a Nossa Senhora da Conceição, a padroeira do Brasil.

    "Há referências à primeira construção, no início da construção do forte, mais ou menos, de 1667, 1669. Era um pequeno centro junto com a igreja, a fortaleza, um pequeno seminário, um cemitério. Essa igreja, que foi construída em madeira de lei, que vai resistir até o meio do século 19", conta o historiador Otoni Mesquita. Em 1850, a igreja foi completamente destruída por um incêndio e as celebrações e serviços da igreja passaram a ocorrer na Capela dos Remédios, que hoje é a Paróquia Nossa Senhora dos Remédios.

    O historiador explica que durante o período de reconstrução da estrutura, entre 1858 e 1877, a capital amazonense ficou sem igreja matriz e era muito dificultoso para os fiéis se deslocarem até a Capela dos Remédios. "Para nós, hoje, é bem ali, mas naquela época tinha que atravessar o igarapé", relata Otoni. A partir de sua reabertura ela se tornou o prédio mais importante da cidade, com um grande destaque por ser o maior prédio construído até então.

    A igreja possui uma arquitetura moderna e imponente
    A igreja possui uma arquitetura moderna e imponente | Foto: Divulgação

    A partir da década de 1880 o Amazonas passa a ter maiores recursos financeiros pela exploração da borracha, o que permitiu a construção de outros pontos como o Mercado Municipal Adolpho Lisboa, que passaram a ter destaque. A catedral foi inaugurada em 15 de agosto de 1877, inspirada no período neoclássico do fim do século 19. Já passou por diversas obras e restauros, sendo considerada patrimônio histórico desde 1988 pelo Instituto de Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan).

    "Eu acredito que ela [a edificação] é significativa para a história da cidade, por isso é uma das primeiras a ser tombada, o que significa que o prédio deve ser preservado em suas características originais. Tombando, há uma certa garantia, ela remete à história passada. É importante recuperarmos um pouco da nossa identidade, para saber quem fomos, quem somos", explica o historiador.

    Visita papal

    Em 1980, o papa João Paulo II visitou a cidade de Manaus e realizou uma missa restrita na catedral. A visita foi um marco para os católicos manauaras e é relembrada por muitos até hoje. Após o acontecimento, foi criado o Museu de Artes Sacras, que reúne objetos usados pelo líder da Igreja. Ivanete Gomes, uma das fiéis frequentadoras da catedral, conta que o local é o ponto de encontro para todas as outras igrejas de Manaus e dos municípios próximos, principalmente no dia da procissão de Nossa Senhora da Conceição, no dia 8 de dezembro.

    "Nessa igreja eu vim pedir [ajuda] para uma situação muito difícil que foram três cirurgias que eu tinha que passar, pedi para ela que se eu alcançasse saúde, vida longa, eu iria na procissão. O foco maior é essa igreja, o povo todo vem para cá, eles se juntam na época da festa para vir participar. Ela é o ponto fundamental para todas as igrejas de outros municípios", relata a senhora. 

    Os sinos da catedral foram importados da Europa. As portas da fachada da Catedral e os pára-raios exibem pórticos de cantaria. O batistério, a capela-mor e as capelas laterais do monumento foram construídos com mármore. 

    A igreja fica localizada na Praça da Matriz, recentemente reformada. 

    Saiba mais no vídeo da série Amazonpedia, da Web TV EM TEMPO:

    Leia mais 

    Conheça a história da Independência do Amazonas

    Conheça a história da Paróquia Nossa Senhora dos Remédios, em Manaus

    'Independência ou morte!': a conquista da soberania do Brasil

    Comentários