Fonte: OpenWeather

    Leilão de fotografias


    Fotografias de estudantes de escolas públicas serão leiloadas

    Evento beneficente tem como abjetivo ajudar instituição de caridade em Manaus

    O leilão beneficente acontecerá no próximo dia 24 de maio, na Escola Estadual Nathalia Uchôa | Foto: Jose Xavier Maia

    Manaus - Fotografias produzidas por estudantes do Ensino Fundamental do Instituto de Educação do Amazonas (IEA), durante projeto "Educação Patrimonial", serão leiloadas em um evento beneficente em prol do Abrigo Coração do Pai, que atende crianças resgatadas em situações de vulnerabilidade social.

    O leilão beneficente acontecerá no próximo dia 24 de maio, na Escola Estadual Nathalia Uchôa, localizada na avenida Perimetral D, s/n, no bairro Japiim, Zona Sul de Manaus. 

    Leia também: Oficinas e workshops do Festival de Ópera começam nesta quarta (16)

    De acordo com a professora Denise Bezerra, que coordena a atividade, a ideia do leilão para ajudar o abrigo partiu dos próprios alunos, que já conheciam o trabalho realizado pela instituição.

    “A ideia de fazer o leilão beneficente em prol do Abrigo Coração do Pai partiu dos alunos, os quais conhecem um pouco do trabalho do abrigo, no qual eu sou voluntária. Eles perguntaram porque não ajudar essa instituição que ajuda crianças que estavam em risco ou vulnerabilidade social. A ideia é crianças ajudando outras crianças”, disse a professora.

    Projeto

    O trabalho produzido pelos estudantes do IEA faz parte do projeto “Minha cultura, meu patrimônio”, iniciativa da professora Denise, que atualmente ministra as disciplinas de Artes, História e Ensino Religioso na escola Nathalia Uchôa. O projeto foi desenvolvido por alunos do 6º e 7º anos do ensino fundamental, bolsistas e voluntários.

    “O projeto foi submetido ao edital do PCE [Programa Ciência na Escola] no ano de 2017, com o objetivo de levar os alunos à reflexão sobre os monumentos e edificações existentes na cidade. O conceito de educação patrimonial foi esclarecido e aprofundado com leitura, observação, registros e apropriação, que são as quatro fases da metodologia da educação patrimonial da autora Maria de Lourdes Parreiras Horta”, afirmou.

    As fotografias feitas pelos estudantes, de acordo com Bezerra, renderam ainda ao projeto uma exposição no Teatro Chaminé, no Centro de Manaus, de 19 de dezembro de 2017 a 1º de abril de 2018.

    *Com informações da assessoria

    Leia mais:

    ‘As Aventuras de Poliana’ estreia hoje no SBT

    ‘Tacacá na Bossa’ desta quarta terá show de lançamento do Fecani 2018

    Baile ‘Rosas de Maio’ acontecerá nesta sexta-feira no Parque do Idoso

    Comentários