Fonte: OpenWeather

    Dia Internacional dos Museus


    Confira o roteiro dos principais museus da cidade de Manaus

    Neste 18 de maio, Dia Internacional dos Museus, o EM TEMPO separou uma lista de museus que estão em funcionamento na cidade de Manaus. E o melhor: todos têm entrada gratuita. Vamos nesse tour?

    Manaus — A memória é um de nossos dons mais preciosos e preservá-la é fundamental para a escrita da trajetória humana. Os museus possuem essa importante função de registrar por meio de objetos e pertences os momentos históricos da humanidade. Neste 18 de maio, Dia Internacional dos Museus, o EM TEMPO separou uma lista dos principais museus que estão em funcionamento na cidade de Manaus. E o melhor: todos têm entrada gratuita. Vamos nesse tour?

    | Foto: Divulgação

    Museu de Numismática Bernardo Ramos

    Moedas, cédulas e medalhas de todas as partes do mundo compõe este museu, organizado pelo amazonense Bernardo Ramos. Ao todo, são 31.099 peças na coleção que é considerada uma das melhores do mundo. A variedade impressiona e a história é contada através de datas e materiais que identificam cada peça. O museu faz parte do Palacete Provincial, localizado na Praça Heliodoro Balbi, sem número, no Centro. Para visitá-lo, basta comparecer ao local entre 9h e 14h de terça a sexta-feira e entre 9h e 13h aos sábados.

    | Foto: Divulgação

    Museu de Arqueologia

    A história de nossos antepassados amazonenses é contada através de evidências encontradas por arqueólogos no nosso estado, como cerâmicas indígenas de diversas etnias. Neste museu, o público compreende um pouco mais sobre como é realizado esse estudo sobre povos que passaram por nossa região e deixaram objetos que contam essa história. A exposição também conta com banners que explicam o fazer arqueológico e mais. O museu faz parte do Palacete Provincial, localizado na Praça Heliodoro Balbi, sem número, no Centro. Para visitá-lo, basta comparecer ao local entre 9h e 14h de terça a sexta-feira e entre 9h e 13h aos sábados.

    | Foto: Divulgação

    Museu da Imagem e do Som do Amazonas

    Este museu compreende um grande acervo audiovisual da região, como filmes, fitas de vídeo, películas, discos de vinil, partituras, fotografias em papel, negativo e muito mais. O museu também dispõe de 15 cabines individuais para consulta em CD, vinil, DVD, fita cassete e blu-ray, além de quatro cabines para pesquisa online gratuita. Uma das atrações deste museu é a exposição "Máquinas do Tempo", que exibe 23 máquinas fotográficas de séculos anteriores. O museu faz parte do Palacete Provincial, localizado na Praça Heliodoro Balbi, sem número, no Centro. Para visitá-lo, basta comparecer ao local entre 9h e 14h de terça a sexta-feira e entre 9h e 13h aos sábados.

    | Foto: Divulgação

    Pinacoteca do Estado do Amazonas

    Idealizada pelo artista plástico Moacir Andrade, a Pinacoteca do Estado do Amazonas é um espaço onde diversos artistas amazonenses expõe suas obras para o público. Ao todo, são mais de mil peças de diferentes formas, cores e estilos. Em seu acervo, constam peças produzidas entre os séculos 19 e 20. A pinacoteca faz parte do Palacete Provincial, localizado na Praça Heliodoro Balbi, sem número, no Centro. Para visitá-lo, basta comparecer ao local entre 9h e 14h de terça a sexta-feira e entre 9h e 13h aos sábados.

    | Foto: Divulgação

    Museu Tiradentes

    Este museu é dedicado à história da Polícia Militar do Amazonas, cujo Comando Geral costumava funcionar da Praça Heliodoro Balbi - não é à toa que, até hoje, muitos chamam a praça de "Praça da Polícia". Seu acervo conta com armas antigas, uniformes, distintivos, condecorações, equipamentos e fotografias que remontam à década de 80. O museu faz parte do Palacete Provincial, localizado na Praça Heliodoro Balbi, sem número, no Centro. Para visitá-lo, basta comparecer ao local entre 9h e 14h de terça a sexta-feira e entre 9h e 13h aos sábados.

    | Foto: Divulgação

    Museu Casa Eduardo Ribeiro

    A vida desta importante figura histórica no Amazonas é contada neste museu, que reúne dados sobre sua história pessoal, militar e administrativa. Em seu acervo, é possível observar mobiliário residencial do século XIX, objetos pessoais, equipamento de trabalho, vestuário e lazer. O museu é localizado na rua José Clemente, número 322, no Centro. Para visitá-lo, basta comparecer ao local em qualquer dia da semana, das 9h às 14h.

    Fotografias realizadas para o projeto www.museubrasil.org, com patrocínio da Petrobras
    Fotografias realizadas para o projeto www.museubrasil.org, com patrocínio da Petrobras | Foto: Divulgação

    Museu Homem do Norte

    Criado com o objetivo de representar a vida do povo nortista do Brasil, o Museu Homem do Norte abriga um acervo de mais de 2 mil objetos. Juntos, eles representam festejos, artesanatos, alimentação, habitações e outros elementos culturais do homem do Norte. O museu é localizado no Centro Cultural Povos da Amazônia, na Praça Pereira da Silva, onde também abriga uma arena com capacidade para 15 mil pessoas, sede do Festival Folclórico do Amazonas. O horário de visita é das 8h às 17h, de segunda a sexta-feira.

    | Foto: Divulgação

    Museu do Seringal Vila do Paraíso

    Inaugurado em 2002, este museu oferece uma grande viagem à época de ouro do Ciclo da Borracha. Conhecido como "Museu do Seringal", ele foi originalmente criado como set de filmagem do seriado "A Selva", que mostra a sociedade amazonense no início do século 20. Seu acervo conta com utensílios utilizados na extração da borracha, além de móveis da época. O acesso a este museu é apenas de barco, em um trajeto de 30 minutos, saindo da Marina do David, na Ponta Negra. O museu funciona de domingo a domingo, das 8h às 16h.

    | Foto: Divulgação

    Museu Amazônico da UFAM

    Inaugurado em 1991, este museu é uma charmosa casa colonial e que traz um acervo de artefatos amazônicos administrado pela Universidade Federal do Amazonas. Ele também possui uma biblioteca especializada em Amazônia e materiais de arqueologia, história e antropologia. É localizado na rua Ramos Ferreira, número 1036, no Centro. Seu horário de visitação é das 8h às 17h, de segunda a sexta-feira.

    Comentários