Fonte: OpenWeather

    COMIC CON 2018


    No 1º dia, Comic Con 2018 arrebata multidões em São Paulo

    Maior feira de cultura geek do mundo trouxe convidados famosos em seu primeiro dia de atividades. Até domingo (9), o evento deve reunir aproximadamente 300 mil pessoas

    Maior festival de cultura geek do mundo pretende reunir mais de 250 mil pessoas na São Paulo Expo durante 4 dias | Foto: CCXP/I Hate Flash

    São Paulo (SP) - O maior festival de cultura geek do mundo, a Comic Con Experience, iniciou suas atividades na manhã da última quinta-feira (6), na São Paulo Expo, em São Paulo. A hashtag principal do evento - #vaiserépico -, inclusive, é o que pode ser usado para definir o que foi e o que é o evento, que acontece desde 2014 na maior capital do Brasil, e que, nesta edição, vai até o dia 9 de dezembro.

    A organização do evento esperava em torno de 260 mil pessoas para os quatro dias de evento. No entanto, o número chegou facilmente à meta só no primeiro dia, que reuniu, em diversos painéis, nomes conhecidos do cinema e do mundo geek. No painel da HBO, quem marcou presença foram os atores Maisie Williams e John Bradley-West, que interpretam Arya Stark e Samwell Tarly na mundialmente conhecida série "Game of Thrones", que chega à oitava e última temporada em 2019.

    Maisie Williams e John Bradley-West marcaram presença na Comic Con 2018
    Maisie Williams e John Bradley-West marcaram presença na Comic Con 2018 | Foto: CCXP/I Hate Flash

    Estandes

    Além dos painéis e entrevistas, os estandes das produtoras foram outro espetáculo à parte. Enquanto a Netflix trouxe interatividade com as séries "A Maldição da Residência Hill", "Lúcifer" e até uma réplica da Casa da Moeda da Espanha, para os fãs se deliciarem com "La Casa de Papel" - que terá sua terceira temporada já em 2019 -, a Warner Bros ficou com dois quarteirões: enquanto no primeiro, estavam standes de "Young Sheldon", "The Big Bang Theory", "Aquaman", "Detetive Pikachu", "Flash", o segundo quarteirão já trazia standes interativos de "Supernatural" e uma casa mal-assombrada, que reunia interações com filmes como "Annabelle" e "It: A Coisa".

    Stand da Warner ainda contou com gincanas para os fãs de séries testarem seus conhecimentos
    Stand da Warner ainda contou com gincanas para os fãs de séries testarem seus conhecimentos | Foto: CCXP/I Hate Flash

    De acordo com a diretora de Conteúdo da Warner, Sílvia Elias, a Comic Con é a chance que a Warner tem para chegar mais perto do seu público. "A gente trabalha com o audiovisual longe, é importante vir com experiências e conteúdos que as pessoas gostam de verdade. Ficamos sempre de olho nas redes sociais, e o público não escolhe necessariamente as novas, mas sim as que o público se relaciona melhor, como Supernatural, que há anos o público ama e se relaciona, com um fã-clube que é um dos maiores do mundo", diz Sílvia. 

    Ainda segundo ela, "The Big Bang Theory" vem, em 2018, aliada com "Young Sheldon". Para Sílvia, "The Big Bang Theory", que está em sua última temporada, revolucionou o jeito de fazer séries no estilo 'sitcom'. "O público adorou, se identificou, se relacionou, e tudo o mais. E 'Young Sheldon' vem justamente para dar continuidade, contando a história do Sheldon Cooper", completa.

    Relacionamento com o público

    Outra parte interessante do festival é o "Artists' Alley", onde desenhistas, quadrinistas e cartunistas do Brasil inteiro podem expor e vender seus trabalhos. Dois artistas, no entanto, merecem destaque: o amazonense Paulo Teles, vulgo Yonami, da House 137; e o ilustrador Gabriel Bá, que junto com o irmão, Fábio Moon, fez toda a adaptação ilustrada da aclamada obra "Dois Irmãos", de Milton Hatoum.

    Paulo Teles trouxe o trabalho da House 137 para expor no Artists' Alley da ComicCon 2018
    Paulo Teles trouxe o trabalho da House 137 para expor no Artists' Alley da ComicCon 2018 | Foto: Lucas Vítor Sena/EM TEMPO

    Yonami participa da feira desde a primeira edição. A primeira participação no evento, inclusive, foi em parceria com outro artista, chamado Ronilson Freire, que também estava no Artist's Alley. "Tem muita gente que chama o Artists' Alley de 'o vestibular dos artistas', e graças a Deus nós passamos. E quando nós vimos, sempre vimos com a House 137 e com os nossos principais trabalhos, como 'A Bruxa da Meia-Noite'", completa o ilustrador.

    Enquanto autografava as várias edições de "Dois Irmãos" compradas pelos fãs de ilustração e desenho artístico, Gabriel Bá contou à reportagem como foi o processo e a recompensa de ilustrar um clássico da literatura amazonense. "O Fábio já conhecia o livro, apresentado pelo Milton, e eu só vim conhecer depois. Viajamos até Manaus, inclusive, para tentar entender onde se passava a obra, e tentar fazer um paralelo entre a Manaus do livro e a Manaus de hoje. Foi uma experiência incrível", comenta.

    Gabriel Bá foi um dos ilustradores da adaptação de "Dois Irmãos", de Milton Hatoum
    Gabriel Bá foi um dos ilustradores da adaptação de "Dois Irmãos", de Milton Hatoum | Foto: Lucas Vítor Sena/EM TEMPO

    E quem curtiu o Artist' Alley foram justamente os amazonenses. O arquiteto Ricardo Conte, de 28 anos, é um dos manauaras que estarão na Comic Con até domingo. "É incrível estar aqui, porque a gente tem contato não só com as grandes produtoras, mas também com os streamers e com os artistas, e tem até a oportunidade de comprar as artes mais baratas", completa.

    Tecnologia

    Uma das novidades tecnológicas para a edição de 2018 foi a cobertura de internet da Oi. Foram mais de dois quilômetros de fibra ótica para atender o evento, que também foi coberto inteiro por internet Wi-Fi fornecida pela empresa. 

    A operadora também apresentou uma nova solução de vigilância para as chamadas cidades inteligentes. A plataforma consiste em um monitoramento em vídeo inteligente, com o objetivo de melhorar a segurança de locais públicos e privados. 

    Toda a estrutura de telecomunicações da ComicCon é gerenciada por meio de Internet das Coisas (IoT)
    Toda a estrutura de telecomunicações da ComicCon é gerenciada por meio de Internet das Coisas (IoT) | Foto: Divulgação/Oi

    O sistema oferece flexibilidade e dinamismo, através de uma plataforma de armazenamento e análise de imagens, com recursos como detecção de acesso indevido à área restrita e comportamentos suspeitos, reconhecimento facial automático e leitura de placas (para identificação de carros roubados ou irregulares, por exemplo). A solução já está em uso em várias cidades da Europa, Ásia e América Latina.

    O evento

    A Comic Con Experience chega à sua quinta edição em 2018, com cinco ambientes diferentes, além de todos os pavilhões. O evento é uma realização da Omelete Produções, com patrocínio da Oi, do Cinemark e do Telecine. 

    *O jornalista viajou a convite da Oi

    Leia mais

    Ingressos para estreia de 'Aquaman' já podem ser adquiridos em Manaus

    Com 34 produções, Mostra Sesc de Cinema começa nesta terça-feira (4)

    Cartunista do EM TEMPO participa da Bienal do Livro em São Paulo

    Comentários