Fonte: OpenWeather

    Isenção


    Associação de Entretenimento consegue isenção do Ecad durante pandemia

    Ecad disse que em 10 dias deve apresentar um documento explicando como é feita a cobrança

    Na ocasião também foi colocada em pauta a situação de associados que estão com processos antigos a serem negociados
    Na ocasião também foi colocada em pauta a situação de associados que estão com processos antigos a serem negociados | Foto: Divulgação

    Manaus-  Uma comissão da Associação de Entretenimento do Estado do Amazonas (ASSEEAM) visitou nesta quinta-feira (13), o Escritório central de arrecadação e distribuição (Ecad) para falar das cobranças em tempo de Pandemia, uma vez que as casas e produtoras de eventos ficaram fechadas.

    A comissão representada pelo presidente da Asseeam Evandro Jr entregou um documento solicitando explicações de como funciona o método cobrança em cada evento. O Ecad disse que em 10 dias deve apresentar um documento explicando como é feita a cobrança. Estiveram presentes também o vice-presidente da Asseam, Gerson Sampaio, o primeiro secretário Aurílio Jr e o advogado da associação Nicolas Gomes.

    Na ocasião também foi colocada em pauta a situação de associados que estão com processos antigos a serem negociados.

    A Asseam conseguiu isentar as casas e produtoras de eventos que não abriram durante a pandemia. Os associados com dívidas atrasadas devem formalizar um documento junto ao Ecad para obter um desconto de 40% nas dívidas antigas.

    *Com informações da assessoria

    Leia mais:

    Duas mulheres disputam vice-presidência do Boi Garantido

    Terceira fase da pesquisa de impacto da Covid-19 na Cultura e Economia

    Cultura lança guia prático digital sobre verba da Lei Aldir Blanc

    Comentários