Fonte: OpenWeather

    La Divina


    Christiane Torloni dá vida à Maria Callas no Teatro Amazonas

    A curta temporada contará com três apresentações nos dias 1, 2 e 4 de fevereiro

    A atriz Christiane Torloni ganhou o Prêmio Arte Qualidade Brasil de melhor atriz com essa interpretação. | Foto: Divulgação

    Manaus - A vida de Maria Callas daria uma ópera, de tão intensa e trágica quanto àquelas que ela encenava durante suas apresentações, no decorrer da carreira. A soprano mais aclamada do século XX, ganha outra peça nos palcos brasileiros e, dessa vez, interpretada pela premiada Christiane Torloni, interpretando o mesmo papel que fora da apoteótica Marília Pêra, em 1996.

    O espetáculo intitulado "Master Class" é um dos mais aclamados e premiados da Broadway, e chega a Manaus com a direção geral de José Possi Neto e direção musical do maestro Fábio G. Oliveira. As apresentações serão no palco do Teatro Amazonas, em uma curta temporada nos dias 1, 2 e 4 de fevereiro. 

    Os ingressos para as apresentações de “Master Class” em Manaus têm preços de inteira de R$ 100 (plateia), R$ 90 (frisas), R$ 80 (1º pavimento) e R$ 60 (2º e 3º pavs.). Pessoas com deficiência e acompanhante, estudantes, professores, idosos e doadores de sangue pagam meia-entrada. Os bilhetes podem ser adquiridos na bilheteria do Teatro Amazonas ou pelo site www.ingressando.com.br (sujeito a taxa de conveniência).

    Leia também: Novidades da música amazonense para o ano de 2018

    A montagem é uma comédia-dramática escrita pelo autor norte americano Terrence McNally, em 1995. O enredo da peça conta o período em que Callas ministrou algumas aulas magnas (master classes) concedidas por ela no início dos anos 1970, na famosa e mais disputada escola de música de Nova York - a Julliard School. Essas aulas eram verdadeiras apresentações nas quais diversas personalidades iam para apreciar os ensinamentos da cantora.

    Da mesma forma intensa com que encorajava os alunos a perseguirem os sonhos, ela também os repreendia e, no decorrer das aulas, ela confrontava os problemas e dissabores da própria vida e do relacionamento fracassado com o bilionário, Aristóteles Onassis.

    A atriz Christiane Torloni ganhou o Prêmio Arte Qualidade Brasil de melhor atriz com essa interpretação.
    A atriz Christiane Torloni ganhou o Prêmio Arte Qualidade Brasil de melhor atriz com essa interpretação. | Foto: Divulgação


    A produção

    Os cenários foram criados e executados pelo cenógrafo Renato Theobaldo que procurou trazer para o palco o clima das grandes casas de ópera do mundo. Já os figurinos são assinados por Fabio Namatame, sendo que os modelos femininos foram confeccionados pela renomada boutique paulistana Claudeteedeca.

    A trilha sonora é composta por trechos famosos de obras de três dos maiores compositores da história da música clássica: Bellini, Puccini e Verdi, e que são executados ao vivo pelos artistas.

    Maria Callas

    Maria Callas (1923 – 1977) foi uma cantora lírica norte-americana de ascendência grega, considerada a mais renomada e influente cantora de ópera do século XX e a maior soprano de todos os tempos.

    O legado da "La Divina", como era conhecida, deve-se ao impulso de um novo estilo de atuação nas produções das óperas, também à raridade do tipo de voz e ao resgate de óperas esquecidas  que foram estreladas por ela.

    Teve uma conturbada vida pessoal e que ficou bastante em evidência devido ao seu relacionamento com o bilionário grego Aristóteles Onassis, que a deixou para casar com Jacqueline Kennedy.

    Callas morreu sozinha, em seu apartamento de Paris, em 16 de setembro de 1977, vítima de um infarto.

    O legado da "La Divina", como era conhecida, deve-se ao impulso a um novo estilo de atuação nas produções das óperas
    O legado da "La Divina", como era conhecida, deve-se ao impulso a um novo estilo de atuação nas produções das óperas | Foto: Reprodução

    Edição: Wallace Abreu

    Leia mais:

    ‘Férias no museu’ movimentará o Palacete Provincial

    Histórias, cheiros e sabores: conheça o Mercado Adolpho Lisboa no AM

    Confira o planeta que irá reger 2018 e a previsão para cada signo

    Comentários