Fonte: OpenWeather

    Economia-Concursos


    Termina amanhã prazo para pedir isenção na taxa de inscrição do Enem

    Exame Nacional do Ensino Médio de 2018 anuncia término de prazo para que candidatos peçam a liberação do pagamento de taxa

    Candidatos devem procurar o benefício no site do Enem. | Foto: Divulgação

    Brasília - Carlos Alexandre Carneiro Vaz, morador do Distrito Federal, trabalha como zelador durante o dia e pizzaiolo à noite. Ele tem um sonho antigo: fazer faculdade de enfermagem. Para isso, vai fazer neste ano o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) para tentar uma vaga no ensino superior.

    “Isso já vem dos meus pais, que não conseguiram e tentaram que eu fizesse, mas não dei conta também quando era jovem, por que as oportunidades foram poucas. Mas agora surgiu essa oportunidade, e estou agarrando com unhas e dentes”, disse Carlos.

    Por ter estudado em escola pública e ter renda familiar per capita de menos de um salário mínimo e meio, ele já pediu a isenção da taxa de inscrição no Enem, que custa R$ 82. “Para mim ia ficar caro pagar essa taxa. Tenho três filhos, aí fica pesado”, diz.

    Leia também: Mais de 125 mil candidatos já pediram isenção do Enem 2018

    O prazo para pedir a isenção da taxa de inscrição no Enem termina às 23h59 de amanhã (15), pelo horário de Brasília. O benefício pode ser solicitado na página do Enem.

    O resultado da solicitação será divulgado no dia 23 de abril, e os candidatos que tiverem o pedido negado terão até o dia 29 de abril para apresentar recurso da decisão. Quem teve isenção concedida no ano passado e faltou aos dois dias de prova terá que justificar a ausência para ter a gratuidade novamente.

    Mas, atenção: o pedido de isenção não garante a inscrição no exame. Todos os interessados em fazer o Enem 2018, isentos ou não, também deverão fazer a inscrição entre os dias 7 e 18 de maio.

    Quem tem direito à isenção:

    - Quem está cursando a última série do ensino médio neste ano em escola da rede pública

    - Quem cursou todo o ensino médio em escola da rede pública ou como bolsista integral na rede privada e tenha renda per capita igual ou inferior a um salário mínimo e meio

    - Quem declarar situação de vulnerabilidade socioeconômica, por ser membro de família de baixa renda, e que esteja inscrito no Cadastro Único para Programas Sociais do Governo Federal (CadÚnico)

    - Quem fez o Exame Nacional para Certificação de Competências de Jovens e Adultos (Encceja) do ano passado, que tenha atingido a nota mínima

    Edição: Lívia Nadjanara

    Leia mais:

    Jornalistas sequestrados por membro das Farc foram assassinados

    Trump anuncia ataque à Síria

    Regime de Assad foi responsável por ataque químico na Síria, diz Macro


    Comentários