Fonte: OpenWeather

    Educação


    Século é a primeira escola de ensino a lançar repositório educacional

    Centro Educacional Século passa a disponibilizar todo material produzido pela escola por meio de um Repositório Digital - Banco online onde é armazenada a produção científica da instituição

    O Século procurou parcerias com instituições de ensino superior para a produção de pesquisas | Foto: Divulgação

    Manaus - Com muita ousadia, o Centro Educacional Século, de Manaus, decidiu disponibilizar para o mundo todo material produzido pela escola por meio de um Repositório Digital - Banco online onde é armazenada a produção científica da instituição, de acordo a sua área temática e organização.

    O portal de objetos educacionais tem a missão de armazenar, preservar, divulgar e oferecer acesso à produção técnica e científica com a vertente máxima que é o compartilhamento das informações, quer sejam resultados ou dados de pesquisas.

    É válido considerar o fato de que o mundo científico tem se posicionado hoje em torno da ciência aberta.

    Parcerias

    De acordo com a direção de ensino, o Século procurou parcerias com a Universidade Estadual do Amazonas (UEA), Universidade Federal do Amazonas (UFAM) e com o Instituto Brasileiro de Informação em Ciência e Tecnologia (IBCT) que já produzem esses objetos e os disponibilizam em outros repositórios com o objetivo de colaborar na produção de outras pesquisas.

    "

    “Quando surgiu a proposta de criar um repositório, foi bem interessante porque não existia escola de ensino básico nesse cenário e conseguimos mostrar que é possível trabalharmos academicamente. No Século, nós utilizamos uma metodologia de ensino mais atualizada e os nossos professores, com postura de universitários, enriquecem as aulas e colocam os alunos também para produzirem, agindo como estímulo para que os nossos alunos continuem sendo produtores e cientistas das suas pesquisas” "

    Nívia Carvalho, Diretora do Centro Educacional Século

    Para fomentar ainda mais a produção de conteúdo para pesquisa no campo educacional, a escola reuniu estudantes, pesquisadores de diversas instituições do Estado e a comunidade escolar em uma palestra sobre Acesso aberto à informação científica e Direitos autorais, ministrada pela coordenadora do IBCT, doutora Bianca Amaro, no lançamento do Repositório do Século que ocorreu no Teatro da escola, em conjunto com o 2° Meetup Infor+Ação.

    Amaro explicou que a produção de conhecimento acontece sempre a partir de resultados anteriores, para isso, o pesquisador precisa mostrar qual  metodologia seguiu e os resultados para chegar à conclusão da sua pesquisa.

    “Uma pesquisa só se dá por concluída quando seus resultados são comunicados”, disse a pesquisadora.

    Amaro explicou que a produção de conhecimento acontece sempre a partir de resultados anteriores, para isso, o pesquisador precisa mostrar qual  metodologia seguiu
    Amaro explicou que a produção de conhecimento acontece sempre a partir de resultados anteriores, para isso, o pesquisador precisa mostrar qual metodologia seguiu | Foto: Divulgação


    Contribuições Positivas

    Segundo a professora de Geografia da escola, Lupuna Corrêa, o principal objetivo da pesquisa científica é trazer contribuições positivas não apenas para o país, mas também para os seus cidadãos.

    “O Século está um passo à frente de outras instituições ao estimular os profissionais não somente à pesquisa, mas também por compartilhar o conhecimento gerado pelos próprios profissionais dentro e fora da instituição. Nesse sentido, eles estão possibilitando o intercâmbio entre biblioteca e centro de documentação no âmbito nacional e internacional", afirmou.

    "No Século, nós utilizamos uma metodologia de ensino mais atualizada e os nossos professores, com postura de universitários, enriquecem as aulas", disse Nívia Carvalho
    "No Século, nós utilizamos uma metodologia de ensino mais atualizada e os nossos professores, com postura de universitários, enriquecem as aulas", disse Nívia Carvalho | Foto:


    Como pesquisadora, a mestre em Geografia afirma que sentiu-se lisonjeada em ter um repositório à disposição da instituição, já que a partir da divulgação científica é possível não somente mostrar para população o que está sendo investigado e a importância desses desenvolvimentos para a sociedade.

    “É uma forma de ampliar o conhecimento que está em constante construção, nos acrescentando enquanto profissionais e auxiliando na construção do pensamento crítico do cidadão em sua formação”, completou.

    Para conferir o repositório do centro educacional século, acesse o link, clicando aqui.

    Leia mais:

    Centro Educacional Século oferecerá certificação internacional

    Escola Século em Manaus lança web rádio como ferramenta de ensino

    Colégio Século em Manaus: do ensino tradicional à sala invertida

    Comentários