Fonte: OpenWeather

    Reforço no comércio


    Dia das Mães deve alavancar vendas em quase 100%

    A segunda melhor data para o setor promete gerar um incremento ainda maior neste ano em comparação ao ano passado, conforme os representantes da área

    Comércio otimista para o Dia das Mães | Foto: Ione Moreno

    Manaus - Com o fantasma da crise financeira cada vez mais longe, o comércio manauense volta a ficar otimista com as vendas para o Dia das Mães. A segunda melhor data para o setor promete gerar um incremento ainda maior neste ano em comparação ao ano passado, conforme os representantes da área.

    Para os lojistas do centro da cidade, por exemplo, as vendas devem resultar em um crescimento de até 95%. Por outro lado, a Câmara dos Dirigentes Lojistas de Manaus (CDL-Manaus) estima uma alta de 2,5% no faturamento deste ano em comparação ao do ano passado. Ainda conforme pesquisa feita pela entidade, o tíquete médio de compras é de R$ 167,26 e o setor deve arrecadar uma receita bruta de mais de R$ 130 milhões.

    Leia também: Setor automotivo aguarda novos incentivos prometidos para maio

    De acordo com o chefe de salão de uma loja de móveis, eletrodomésticos e eletroeletrônicos, Cristóvão Nobre, a expectativa para as vendas do Dia das Mães deste ano é a melhor possível. “Desde o início do mês começamos a receber clientes a procura de produtos para a data. Do dia 10 para cá, as vendas começaram para valer. Tudo isso já contribuiu para superarmos os números registrados no ano passado. E a expectativa é de que o nosso faturamento aumente até 95% em relação a 2017. Muita gente já se antecipou”, afirmou.

    Para isso, a loja está apostando em promoções, principalmente de itens como celulares e televisores. “Sem dúvida são os presentes mais procurados e, aqui na nossa loja, oferecemos diferentes promoções e facilidades nos pagamentos com cartões de crédito e nosso crediário para estimular os consumidores a efetuarem a compra”, enfatizou Nobre.

    Reforço nas vendas

    Ainda para garantir um número alto nas vendas a loja de móveis, eletrodomésticos e eletroeletrônicos pretende reforçar o quadro funcional. Nobre informou que, as contratações na empresa costumam acontecer ao longo do ano, entretanto, por ser um período mais forte, o Dia das Mães deve impulsionar as novas admissões.

    “Sempre precisamos, mas é uma data que necessita de um reforço. Logo, a contratação acaba sendo mais que necessária”, destacou.

    Promoções para atrair clientes

    Outro item com bastante procura durante o Dia das Mães são os calçados. Uma das mais populares lojas do Centro está com uma oferta especial para atrair um grande número de clientes. “Esta é a promoção ‘Sua Mãe Merece Mais’. Na compra de qualquer produto mais R$ 19,90, o consumidor leva uma carteira feminina ou uma nécessaire, ou mais R$ 29,90, é possível levar uma bolsa”, explicou o gerente da loja, Aldair Oliveira.

    Ainda de acordo com o gerente, as vendas deste ano na empresa devem ter um incremento de até 30%. “As procuras já começaram com um ritmo acelerado. E as vendas devem melhorar ainda mais agora que começamos a nova promoção especial”, comentou Oliveira.

    Procura iniciada

    Mesmo a mais de duas semanas para a data, muitos consumidores estão a procura de presentes para as mães. É o caso da administradora Samara Marques que já foi a algumas lojas do centro da cidade para pesquisar preços.

    Inicialmente, ela procura por aparelhos eletroeletrônicos. “Quero um smartphone e estou vendo promoções bem atraentes. Acredito que vou comprar o presente de minha mãe com bastante antecedência. E como ela está precisando de um aparelho novo, vou unir o útil ao agradável”, observou.

    Outra que também já está correndo atrás do presente é a vendedora Keila Lopes. “Estou pesquisando os preços, mas ainda vou continuar olhando até achar uma boa promoção”, declarou.

    Mas nem só os eletroeletrônicos têm vez no Dia das Mães. As confecções e os sapatos ainda estão na mira de muitos consumidores. O bancário Eduardo Vicente, por exemplo, está visitando as lojas do ramo para comprar o presente da mãe. “Ela me pediu um vestido e também sapatos, ainda bem que ela sabe o que quer e como menos de R$ 500 compro o presente”, frisou.

    A pesquisa feita pela CDL-Manaus apontou que 19,3% dos entrevistados vão presentear suas mães com vestuário e lingerie; seguido de eletrodomésticos (17,5%), e perfumes e similares (13,8%). O que se percebe, é que o comportamento do consumidor continua o mesmo, se comparado ao mesmo período do ano passado, quando o levantamento apontou vestuário e lingerie (20%) como preferência de presentes; eletrodomésticos (16,3%) e perfumes e similares (14,1%).

    Leia mais:

    Projetos industriais trazem investimentos de R$ 345 mi ao Amazonas

    As cinco dúvidas mais comuns sobre a malha fina do Imposto de Renda

    Fábricas de TV no Amazonas preparadas para a Copa do Mundo

    Comentários