Fonte: OpenWeather

    Cursos e oficinas


    Prefeitura de Manaus abre mais de 160 vagas para cursos e oficinas

    Inscrições vão até o dia 21 de julho, na sede da Semtrad, no Conjunto Vieiralves

    Os cursos são oferecidos a partir do projeto Empreende Manaus, que traz oportunidades de qualificação profissional, muitos deles, gerando renda imediata para o trabalhado
    Os cursos são oferecidos a partir do projeto Empreende Manaus, que traz oportunidades de qualificação profissional, muitos deles, gerando renda imediata para o trabalhado | Foto: Divulgação

    Manaus -A partir desta quarta-feira (11), a Prefeitura de Manaus inscreve interessados nas 166 vagas gratuitas para cursos e oficinas nas áreas de informática e alimentícia.

    Os cursos serão realizados pela Secretaria Municipal do Trabalho, Emprego e Desenvolvimento (Semtrad), com o apoio do Serviço Nacional de Aprendizagem Comercial (Senac).

    As inscrições vão até sexta-feira (21), e devem ser feitas na sede da Semtrad, na rua Rio Jamary, 77, conjunto Vieiralves, no bairro Nossa Senhora das Graças, das 8h às 13h.

    Os interessados devem levar a cópia e o original dos seguintes documentos: RG, CPF, Comprovante de Residência.

    A secretária da Semtrad, Ananda Carvalho, explica que os cursos são oferecidos a partir do projeto Empreende Manaus, que traz oportunidades de qualificação profissional, muitos deles, gerando renda imediata para o trabalhador.

    "Temos oferecido inúmeros cursos voltados para públicos variados e específicos. O objetivo, como determina o prefeito Arthur Virgílio Neto, é melhorar a qualificação do trabalhador para que tenha mais chances no momento em que se candidatar a uma vaga de emprego", explica.

    Os cursos são frutos de emendas parlamentares e alguns são direcionados a públicos específicos, como oficinas e cursos voltados as mulheres.

    Leia mais:

    Governo pode aumentar preço da energia e do combustível no Amazonas

    Exército abre mais de 100 vagas para Minas e mais três estados

    Senado derruba decreto que prejudica setor de bebidas da Zona Franca de Manaus


    Comentários