Fonte: OpenWeather

    ÚLTIMAS HORAS


    Pelo menos 40 mil contribuintes ainda não declaram o IR no Amazonas

    Receita diz que mais de 300 mil já emitiam o documento e lembra que há multa mínima de R$ 165 para quem não declarar

    Imposto de renda, neste ano, deve ser declarado até as 23h59 desta terça-feira (30) | Foto: Arquivo Em Tempo

    Manaus – Nas últimas horas do encerramento do prazo de entrega da declaração do Imposto de Renda Pessoa Física (IRPF) 2020, que encerra seu período de emissão nesta terça-feira (30), às 23h59, 90% dos amazonenses já emitiram o documento, segundo a Receita Federal. Para os 10% que ainda não declararam, caso não o façam a tempo, estarão sujeitos a pagamento de multa.

    De acordo com a Receita Federal do Amazonas, mais 300 mil contribuintes amazonenses declarações do IRPF 2020, ano-base 2019 em todo o estado do Amazonas, até às 12h desta segunda-feira. A expectativa do órgão federal é que 340 mil façam a declaração até a última hora. Já na 2ª Região Fiscal, composta pelos estados do Acre, Amapá, Amazonas, Pará, Rondônia e Roraima, são esperadas 1.250.858 declarações.

    A Receita alerta para que os contribuintes não deixem a entrega para última hora, pois ao perder o prazo, estarão sujeitos ao pagamento de uma multa mínima de R$ 165,74 e máxima de 20% do imposto devido.

    A Receita alerta para que os contribuintes não deixem a entrega para última hora
    A Receita alerta para que os contribuintes não deixem a entrega para última hora | Foto: Reprodução/Internet

    Para não cair na malha, o órgão afirma que é importante tomar cuidados como: não digitar nada errado; omitir informações de rendimentos recebidos de pessoas jurídicas ou físicas, como aluguel, pensão alimentícia, salários; informar valores diferentes dos obtidos mediante o informe de rendimentos recebidos; informar despesas médicas que não podem ser comprovadas; entre outros.

    Para o contador Frederico Costa, 27 anos, grande parte das pessoas caem na malha fina porque não informam todos os seus rendimentos e, com acesso ao CPF da pessoa física, fica fácil para a Receita federal rastrear todos os verdadeiros rendimentos. “Tudo deve ser declarado, por isso é necessário não deixar para última hora”, diz.

    Frederico aconselha ainda que a população procure por contadores na hora de emitir o documento
    Frederico aconselha ainda que a população procure por contadores na hora de emitir o documento | Foto: Arquivo EM TEMPO

    Segundo Frederico, declarar com antecedência evita possíveis esquecimentos em relação ao prazo final, possibilita mais tempo para que a população possa procurar ajuda para lidar com eventuais dúvidas e impede problemas com multas.

    O contador aconselha que a população procure por especialistas na hora de emitir o documento, uma vez que os profissionais da área terão os cuidados necessários para evitar equívocos. “Uma dica para restituir o valor do imposto de renda é anualmente guardar comprovantes de pagamentos de creches, planos de saúde, planos odontológicos, pensão alimentícia, entre outros, que com certeza um profissional de contabilidade vai identificar”, explica.

    Como declarar

    Para declarar o IRPF 2020, o contribuinte deve baixar o software ou o aplicativo oficial no site da Receita Federal e preencher os campos.

    Site oficial da Receita Federal
    Site oficial da Receita Federal | Foto: Reprodução/Internet

    Se for a primeira vez que o contribuinte irá declarar IR, serão necessários os números do CPF, título de eleitor, além dos dados residenciais e profissão. Se a declaração for feita em com o cônjuge, o programa também vai pedir o CPF dele (a).

    A declaração continua sendo obrigatória para aqueles que, ao longo dos 12 meses de 2019 receberam rendimentos tributáveis acima de R$ 28.559,70 (contando salário, aposentadoria ou alugueis, por exemplo). O valor é exatamente o mesmo do ano passado, pois não houve correção.

    Veja mais:

    Imposto de Renda: consulta ao 2º lote de restituição abre terça (23)

    Imposto de Renda: Faltam poucos dias para o fim do prazo

    Mais de 100 mil contribuintes do AM ainda não declararam o IR 2020

    Comentários