Fonte: OpenWeather

    Tecnologia


    Anac libera testes para entrega de produtos com drones

    Companhia do interior de São Paulo pretende usar aeronaves não tripuladas para entregar medicamentos e outras mercadorias

    O processo para que o certificado fosse emitido começou em setembro de 2019 | Foto: Divulgação

    Pela primeira vez, a Agência Nacional de Aviação Civil (ANAC) concedeu o Certificado de Autorização de Voo Experimental (CAVE) para que uma empresa realize entregas de produtos utilizando drones. A medida começou a valer na semana passada e foi divulgada pelo órgão na última segunda-feira (10).

    A empresa autorizada a fazer as operações é a Speedbird Aero, com sede em Franca, no interior de São Paulo. O objetivo é entregar mercadorias e medicamentos por meio da aeronaves não tripuladas, de forma similar a outros serviços de delivery.

    Segundo a ANAC, o processo para que o certificado fosse emitido começou em setembro de 2019 e a Speedbird precisou demonstrar que o drone a ser utilizado cumpria regras de aviação e tráfego aéreo, especialmente as relacionadas com segurança. O modelo que fará as entregas é o DLV-1, cujo peso é de cerca de 9 kg. Ele tem capacidade para carregar produtos de até 2 kg, com velocidade 32 km/h, e passou por dois testes práticos supervisionados por técnicos da ANAC, em janeiro e julho deste ano.

    A CAVE concedida, válida até agosto de 2021, permite que os drones vão até locais onde o operador já não tenha mais contato visual com eles. Porém, as entregas só poderão acontecer durante o dia e com distância máxima de 2,5 km a partir do ponto de decolagem. Para o Roberto Honorato, superintendente de Aeronavegabilidade da ANAC, "dentre as atividades que a sociedade espera para os drones explorarem, o delivery é uma das mais promissoras".

    Comentários