Fonte: OpenWeather

    Divulgação


    Reajuste de energia elétrica é criticada por deputados do Amazonas

    O deputado Sinésio Campos (PT) se disse constrangido com a notícia do reajuste de 8% na tarifa de energia elétrica no Amazonas diante da precariedade do serviço oferecido aos consumidores

    O reajuste na tarifa de energia elétrica praticada no Amazonas  foi destaque na Sessão Plenária desta quinta-feira (17), na Assembleia Legislativa do Estado do Amazonas (Aleam).
    O reajuste na tarifa de energia elétrica praticada no Amazonas foi destaque na Sessão Plenária desta quinta-feira (17), na Assembleia Legislativa do Estado do Amazonas (Aleam). | Foto: Divulgação

    Manaus- O reajuste na tarifa de energia elétrica praticada no Amazonas  foi destaque na Sessão Plenária desta quinta-feira (17), na Assembleia Legislativa do Estado do Amazonas (Aleam).

    O deputado Sinésio Campos (PT) se disse constrangido com a notícia do reajuste de 8% na tarifa de energia elétrica no Amazonas diante da precariedade do serviço oferecido aos consumidores. “O povo amazonense paga a energia mais cara do país e agora essa notícia de reajuste, mesmo com tantos bairros que apresentam serviço de baixa qualidade, sem manutenção.

    Para Sinésio, antes de cobrar o aumento da energia, a Eletrobrás deve prestar um serviço de qualidade, que por sinal está muito a dever”, afirmou, Sinésio, dizendo aguardar uma manifestação contrária da Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel).

    Leia mais: Conta de energia deve subir mais de 8% no Amazonas

    Sinésio também parabenizou, em pronunciamento no Grande Expediente, duas fundações do Amazonas: a Fundação Hospitalar de Hematologia e Hemoterapia do Amazonas (Hemoam), pelas ações de incentivo às doações de sangue contínuas mesmo na pandemia do novo Coronavírus, e a Fundação Alfredo da Mata (Fuam), pela referência em saúde de pele e pelo programa de combate à hanseníase.

    O programa de combate alcançou o índice inédito de 92% dos pacientes de hanseníase recuperados, a maior taxa nacional dos últimos 30, segundo o Ministério da Saúde.

    Leia mais:

    Aumento de energia elétrica chama atenção em Manaus



    Comentários