Fonte: OpenWeather

    Educação


    Mensalidades de escolas particulares terão aumento de até 8% em 2018

    Neste fim de ano à procura por vagas nessas instituições permaneceu estável

    Durante a crise as escolas particulares chegaram a perder até 20% dos alunos para instituições públicas
    Durante a crise as escolas particulares chegaram a perder até 20% dos alunos para instituições públicas | Foto: Ione Moreno

    O preço da mensalidade nas escolas particulares de Manaus deve aumentar para o ano letivo de 2018 que se aproxima. De acordo com o Sindicato dos Estabelecimentos de Ensino Privado do Estado do Amazonas  (Sinepe-AM), o aumento em média nas 68 instituições associadas será entre 5% e 8%. O sindicato não determina um incide ou valor que a instituição deve praticar. O fator fica a cargo de cada estabelecimento.

    O assessor jurídico do Sinepe-AM, Rodrigo Melo, informou que não há como ter uma média de preço, mas os valores variam de R$ 200, R$ 400, R$ 1,5 mil e até R$ 3 mil em casos de alto padrão. “O valor depende demais da série, do período do ensino, se é integral ou não e do turno também, depende da estrutura. Tem muitas variáveis a levar em conta”, explicou.     

    Diante da crise econômica, que estourou no ano de 2015, as escolas particulares chegaram a perder cerca de 20% dos alunos para instituições de ensino público, ou para escolas com valores de mensalidades mais em conta ou mediano. O mesmo público, com a melhora da economia, está fazendo o caminho de volta às escolas particulares.

    “O mercado das escolas não flutua tanto, mas na época da crise tivemos sim uma grande evasão para outras escolas. vimos uma migração massiva para a rede pública, mas agora parece que a crise está passando, com isso esse público retorna aos particulares”, disse Melo.

    Leia também: Governo do Am confirma pagamento de R$ 105 milhões até dia 20

    Paulo Sérgio Ribeiro, diretor do colégio particular Palas Atena, disse que a oferta permaneceu a mesma este ano, já a procura está sendo menor do que ano passado em torno de 25%. Paulo informou que os pais têm adiado um pouco mais a tomada de decisão, e os resultados devem chegar apenas no próximo ano.

    “Os pais ainda estão receosos em assumir compromissos financeiros, estão ainda aguardando algum cenário positivo de emprego, renda para poder tomar uma decisão. Em anos anteriores essa época o ano letivo seguinte já estava definido, esse ano ainda não, acho em janeiro apenas”, detalhou o diretor.

    A tendência de migração dos alunos de escolas públicas para particulares ainda não foi sentida no Palas Atenas. “É possível que tenha a acontecer para escolas que tenha preços mais baixos e a tendência de reversão comece com essas. Acredito que ainda vai demorar um pouco mais”, explicou.

    O reajuste na Palas para 2018 ficou em 5,5% e os valores da mensalidade são em média de R$ 1 mil. A escola tem aproximadamente 400 alunos. A lista de materiais foi divulgada e afixada no portal da escola e na secretaria de acordo com legislação. Todas as escolas por regra, devem publicar a lista com no mínimo 45 dias de antecedência do início do período letivo. 

    Leia mais: 

    Criminosos furtam R$ 25 mil em equipamentos de capela cristã em Manaus
    Governo do AM promete injetar R$ 105 milhões na economia até dia 20

    Empresas são convidadas a investir em Coari

    Comentários