Fonte: OpenWeather

    Futebol Nacional


    Pressionado, Flamengo luta para superar decepções

    De volta aos gramados para a temporada de 2018, o Flamengo despontou como principal favorito ao título do Campeonato Carioca

    | Foto: Pressionado, Flamengo luta para superar decepções e justificar força de elenco

    Manaus - Dono de um dos elencos mais fortes do futebol nacional, o Flamengo abrirá a sua campanha neste Campeonato Brasileiro pressionado. O time decepcionou a sua torcida no ano passado, quando só conseguiu conquistar o Campeonato Carioca e amargou derrotas nas finais da Copa do Brasil e da Copa Sul-Americana, esta última no Maracanã em uma decisão contra o Independiente, da Argentina, na qual parte de seus torcedores protagonizaram cenas de vandalismo e invadiram o estádio. O fato rendeu punições ao clube para a Copa Libertadores deste ano e fez 2017 terminar de forma negativa para a equipe.

    De volta aos gramados para a temporada de 2018, o Flamengo despontou como principal favorito ao título do Campeonato Carioca. O time se sagrou campeão do primeiro turno da competição e depois foi às semifinais com a vantagem do empate para ir à decisão. Porém, caiu diante do azarão Botafogo em uma derrota que teve um efeito devastador dentro da Gávea.

    Leia também: Hamilton minimiza polêmica e diz que pediu desculpas a Verstappen 

    De uma só vez, o clube anunciou as demissões do técnico Paulo César Carpegiani e do diretor-executivo de futebol Rodrigo Caetano, assim como dispensou outros três profissionais rubro-negros de velha data: Jayme de Almeida, que fazia parte da comissão técnica permanente; o ídolo Mozer, então gerente de futebol; e o preparador físico Marcelo Martorelli, que acumulava 28 anos de Fla.

    As demissões ocorreram no final de março e desde então a equipe passou a ser dirigida pelo auxiliar Maurício Barbieri, que vem sendo muito elogiado pelos jogadores pelo trabalho que vem realizando nos treinamentos. Ele seguiu à frente do time depois de a diretoria flamenguista ouvir um não de Renato Gaúcho, que recebeu proposta para assumir a equipe carioca, mas confirmou a sua permanência no Grêmio no último domingo logo após faturar o título estadual no Sul.

    Com esta nova aposta no comando, o Flamengo voltará a tentar justificar a força do seu elenco, que tem nomes como o goleiro Diego Alves, o zagueiro Réver, os meias Diego e Everton Ribeiro e os atacantes Henrique Dourado, Vinicius Junior e Guerrero.

    Deste trio ofensivo, Henrique Dourado chegou como contratação de peso para esta temporada após deixar o Fluminense como artilheiro do Brasileirão em 2017, enquanto Guerrero deve defender novamente a equipe no segundo semestre após cumprir suspensão por doping e defender o Peru na Copa do Mundo.

    Vinicius Junior, por sua vez, vem brilhando pela equipe e o clube tenta segurá-lo até o final do ano após já ter negociado o garoto de 17 anos com o Real Madrid em uma transação de 45 milhões de euros confirmada em meio de 2017. O jogador, porém, só poderá atuar pelo time espanhol a partir do dia 12 de julho, quando completa 18 anos.

    Para completar, o elenco tem como opções de meio-campo o promissor Lucas Paquetá e o experiente Ederson, além do colombiano Marlos Moreno. E o que não falta também são opções boas para o ataque, como por exemplo Felipe Vizeu, Berrío e Everton.

    No ano passado, após chegar a brigar diretamente pela liderança e sonhar com o título do Brasileirão, o Flamengo fechou a sua campanha em sexto lugar, 16 pontos atrás do campeão Corinthians, e teve como consolo a classificação direta para a fase de grupos da Libertadores deste ano. No caso, o time foi beneficiado pelo fato de que o Grêmio e o Cruzeiro encerraram a competição nos respectivos quarto e quinto lugares e configuraram um G6 na zona de classificação ao torneio continental porque o clube mineiro faturou a Copa do Brasil e a equipe gaúcha ganhou a própria Libertadores.

    Time-base: Diego Alves; Pará, Juan, Réver e Renê; Cuéllar, Willian Arão, Lucas Paquetá, Diego e Everton; Henrique Dourado. Técnico: Maurício Barbieri (interino).

    Leia mais: 

    Inédito, alunos do Dom Bosco se preparam para competição na Polônia

    Ausência de advogados adia julgamento de envolvidos na morte de PM

    Traficantes são presos com drogas, armas e munições no Mauazinho 

    Comentários