Fonte: OpenWeather

    Futebol inglês


    Mercado de transferência no futebol movimenta R$ 5,8 bi

    Enquanto Liverpool e Everton foram às compras, o Tottenham foi a única equipe a não gastar nada

    | Foto: Divulgação

    Londres (Inglaterra) – Na quarta-feira  (8) foi o último dia da janela de transferência de verão do futebol inglês. No total, os clubes movimentaram 1,2 bilhão de libras esterlinas (cerca de R$ 5,8 bilhões). Curiosamente, pela primeira vez nos 15 anos desse período para contratações, uma equipe não gastou nada: o Tottenham.

    Apesar de não ter negociado sequer um jogador, o Tottenham investe pesado na construção de seu novo estádio, que deve ficar pronto daqui a um mês. De acordo com a imprensa inglesa, o valor de sua nova casa pode chegar ao total de R$ 5 bilhões. Em relação ao elenco, o clube conseguiu manter sua principal estrela, o atacante Harry Kane, artilheiro da Copa do Mundo da Rússia.

    Outra curiosidade da janela de transferências, o Fulham se tornou a primeira equipe promovida para a elite a gastar mais de 100 milhões de libras (cerca de R$ 500 milhões). De volta à elite após quatro anos, o clube contratou 12 jogadores no total

    Goleiros em alta

    O Chelsea quebrou o recorde no valor da contratação de um goleiro ao pagar 80 milhões de euros (R$ 350 milhões) pelo espanhol Kepa Arrizabalaga, do Athletic Bilbao.

    O reforço veio após a saída do então titular, o belga Thibaut Courtois, que foi vendido ao Real Madrid por 35 milhões de euros (R$ 153 milhões). Do time espanhol, o Chelsea adquiriu o empréstimo do meia croata Mateo Kovacic.

    As duas melhores equipes da última temporada não gastaram nada no último dia de mercado. O campeão Manchester City já havia contratado o meia Riyad Mahrez por 60 milhões de libras esterlinas (R$ 292 milhões) junto ao Leicester City. O Manchester United contratou durante a Copa do Mundo o meio-campista brasileiro Fred, o zagueiro Diogo Dalot e o goleiro Lee Grant.

    O Everton confirmou ontem a contratação do meia brasileiro Bernard, do Shakhtar Donetsk, e também fechou com a dupla do Barcelona, o zagueiro Yerry Mina e o atacante André Gomes. Durante a janela, o clube já havia contratado o atacante Richarlison, ex-Fluminense.

    O Leicester anunciou três zagueiros: Jonny Evans, Filip Benkovic e Caglar Soyuncu. No entanto, talvez o principal reforço da equipe não tenha sido uma contratação, mas a permanência do atacante Jamie Vardy, que acertou ontem a extensão do acordo com o clube até 2022.

     Arsenal

    Sem espaço no Arsenal, o atacante espanhol Lucas Perez acertou com o West Ham. Pérez, de 29 anos, assinou um contrato válido para as próximas três temporadas. "Ele tem grande qualidade técnica e pode atuar como centroavante ou segundo atacante. Ele marca gols, mas também pode criá-los e se entende bem com os meio-campistas", afirmou o diretor de futebol do West Ham, Mario Husillos.

    Adquirido em 2016 junto ao Deportivo La Coruña, Pérez não se destacou pelo Arsenal com sete gols em 21 jogos no seu primeiro ano pela equipe. Até por isso, o time londrino o emprestou ao clube da Galícia na temporada passada, tendo marcado nove gols em 37 partidas. Agora, então, optou por negociá-lo com o West Ham.

    Outro que retornou ao clube que o revelou foi do atacante Danny Ings, que teve poucas chances no Liverpool e foi emprestado ao Southampton.

    CIDADANIA

    Comentários