Fonte: OpenWeather

    Copa do Brasil


    Manaus FC encara o Brasil de Pelotas com bom histórico contra sulistas

    Após vitória contra o Coritiba, pela Copa do Brasil, o Manaus FC enfrenta o Brasil de Pelotas com bom retrospecto contra times do Sul; relembre os jogos anteriores

    Com apenas uma derrota em cinco jogos contra times do Sul, o Manaus FC enfrenta mais um: o Brasil de Pelotas (RS)
    Com apenas uma derrota em cinco jogos contra times do Sul, o Manaus FC enfrenta mais um: o Brasil de Pelotas (RS) | Foto: Leonardo Mota

    Manaus - O Manaus FC venceu o Coritiba, na noite da última quarta-feira (12), e conseguiu classificação histórica para a segunda fase da Copa Continental do Brasil. Com bom retrospecto contra times do Sul, o Gavião tem a missão de passar pelo Brasil de Pelotas (RS), que eliminou o Gama (DF), após empate em 3 a 3.

    Além da vitória histórica contra o Coxa, com gol de Rossini, o Gavião do Norte jogou ainda contra Brusque FC, de Santa Catarina e SER Caxias do Sul, do Rio Grande do Sul. Todos os confrontos foram válidos pela Série D do Campeonato Brasileiro, mas o retrospecto é positivo: são cinco partidas, sendo dois empates, duas vitórias e apenas uma derrota. Foram oito gols marcados e apenas cinco sofridos. 

    Rossini marcou o gol(aço) da classificação do Manaus FC contra o Coritiba, na última quarta-feira (12)
    Rossini marcou o gol(aço) da classificação do Manaus FC contra o Coritiba, na última quarta-feira (12) | Foto: Lucas Silva

    Na segunda fase da Copa do Brasil, o adversário do Manaus FC veio do confronto entre Gama (DF) e o Xavante. Jogando no estádio Walmir Campelo Bezerra, o "Bezerrão", em Brasília, o Brasil de Pelotas teve vantagem sobre o verdão em três ocasiões, com um jogador a menos, mas cedeu o empate em todas elas. Com o fim do jogo em 3 a 3, o time gaúcho se classificou por ser o melhor colocado no ranking de Clubes da CBF, como prevê o regulamento. As datas dos jogos da segunda fase ainda não foram divulgadas.

    Manaus x Caxias

    Na capital, a Arena da Amazônia recebeu  44.121 pessoas para acompanhar a vitória por 3 a 0 e a classificação para a terceira divisão do futebol brasileiro
    Na capital, a Arena da Amazônia recebeu 44.121 pessoas para acompanhar a vitória por 3 a 0 e a classificação para a terceira divisão do futebol brasileiro | Foto: Janaílton Falcão

    O confronto com o Caxias do Sul marcou o acesso do Gavião do Norte à Série C do Brasileirão. Após vitória no sufoco contra o São Raimundo, do Pará, em disputa de pênaltis, o time de Welington Fajardo perdeu o primeiro jogo. O time grená poderia ter feito 2 a 0 dentro de casa, no estádio Centenário, mas Rafel Gava perdeu pênalti nos acréscimos e a partida em Manaus começou com a vantagem mínima para o Caxias.

    Na capital, a Arena da Amazônia recebeu  44.121 pessoas para acompanhar a vitória por 3 a 0 e a classificação para a terceira divisão do futebol brasileiro. Os responsáveis por acabar com o jejum de 12 anos, sem que um time amazonense sobrevivesse à Série D , foram marcados por Rossini (2) e Mateus Oliveira.

    O jogo ainda teve seis expulsões após uma confusão no fim do jogo. Os jogadores do time grená pediam marcação de toque com a mão na bola de Mateus Oliveira no lance do terceiro gol e o caos se instaurou. Pelo Manaus FC, Patrick Borges, Mateus Oliveira e o massagista Graciliano Vilaça foram expulsos. Já pelo Caxias, Diego Miranda, Eduardo Diniz e o auxiliar técnico Rafael Lacerda completaram a lista.

    Manaus x Brusque

    Após duplo empate por 2 a 2, Manaus FC e Brusque disputaram, nos pênaltis, o título da Série D do Brasileirão, que ficou com o time catarinense
    Após duplo empate por 2 a 2, Manaus FC e Brusque disputaram, nos pênaltis, o título da Série D do Brasileirão, que ficou com o time catarinense | Foto: Lucas Silva

    No estádio Augusto Bauer em Brusque, Santa Catarina, o time da casa chegou a abrir dois gols de vantagem, com Pirambu e Thiago Alagoano. Mas Rossini fez um "doblete" para empatar em 2 a 2 e trazer a decisão do título para Manaus, com apoio da torcida. O Gavião do Norte precisava de uma vitória simples para se sagra campeão.

    Com grande apoio dos 44.896 torcedores que compareceram à Arena da Amazônia, o Manaus FC viu o Brusque abrir o placar logo aos dois minutos de jogo. Após falha da zaga, Júnior Pirambu colocou os visitantes na frente. Na reação rápida, Sávio empatou de cabeça aos 7 minutos da primeira etapa.

    Aos 13 minutos do segundo tempo, Mateus Oliveira virou o jogo e o time da casa colocava uma mão na taça. Já na parte final da etapa complementar, o atacante Thiago Alagoano empatou a partida em novo 2 a 2, levando a decisão para os pênaltis. Após igualdade nas primeiras cinco cobranças, Márcio Passos errou nas alternadas e o time catarinense ficou com o título da Série D.

    Comentários