Fonte: OpenWeather

    Libertadores


    Flamengo fica no empate contra o Racing em Buenos Aires

    Com gols de Fértoli e Gabigol, os times empataram por 1 a 1, resultado que deixa a disputa aberta para a partida da volta.

    O jogo

    Gabigol foi o autor do gol do Flamengo
    Gabigol foi o autor do gol do Flamengo | Foto: Divulgação

    No jogo de ida das oitavas da Libertadores, ficou tudo igual entre Flamengo e Racing nesta terça-feira ( 24). Com gols de Fértoli e Gabigol, os times empataram por 1 a 1, resultado que deixa a disputa aberta para a partida da volta.

    O jogo

    Os argentinos abriram o placar aos 12 do primeiro tempo, mas o ímpeto dos mandantes foi logo freado pelos rubro-negros, que empataram dois minutos depois. 

    O Flamengo apresentou muitas falhas defensivas, porém teve algumas oportunidades quando conseguiu colocar a bola no chão. O Racing, por sua vez, pressionou, apostou em uma marcação forte e teve dois gols corretamente anulados pela arbitragem (o Flamengo também teve um). A tarefa do Fla foi ainda mais dificultada após a expulsão de Thuler, expulso aos 36 do 2º tempo. Na próxima terça (1), as equipes voltam a se enfrentar, 21h30, no Maracanã.

    Destaque do Flamengo

    Muito cobrado nos últimos tempos por atuações abaixo do que se espera para um jogador com a sua capacidade, Bruno Henrique foi o grande destaque do Fla em Avellaneda. Aberto pelo lado esquerdo, o camisa 27 ganhou quase todos os confrontos diretos, deu uma assistência para Gabigol empatar e, em linda jogada individual, acertou o travessão e quase virou o jogo.

    Zaga volta a dar sustos 

    A dupla de zaga formada por Léo Pereira e Thuler esteve insegura e deu muitos sustos no torcedor. Com dificuldades na saída de bola, os zagueiros ainda sofreram com a exposição e a marcação forte que o Racing imprimiu desde sua linha de ataque. Não bastasse a dificuldade por baixo, o setor defensivo também sofreu com as bolas altas que buscavam López. Com Renê improvisado, o lado esquerdo de ataque azul e branco foi sempre perigoso. Para piorar, Thuler foi expulso e deixou o time com 10 quando o Flamengo ensaiava uma reação. Do banco de reservas, Natan reclamou e também foi para o chuveiro mais cedo.

    Gabigol

    De volta ao Fla depois de desfalcar a equipe em dois jogos, Gabigol voltou e deixou sua marca. O camisa 9 pouco tocou na bola, mas foi o suficiente para assumir a vice-liderança da artilharia rubro-negra na Libertadores. Com o gol marcado, o goleador soma 11 gols em 15 jogos. O líder é Zico, que fez 16 em 20 partidas. Ele deu lugar a Vitinho.

    Altos e baixos

    O Flamengo fez um jogo de altos e baixos em Avellaneda e não conseguiu manter um padrão alto de atuação na Argentina. O Rubro-negro sofreu da já conhecida fragilidade defensiva e teve dificuldades para quebrar as linhas do rival. Com o jogo quase que concentrado pelos lados, o Fla sentiu falta de uma boa jornada dos homens de meio. A equipe subiu com a entrada de Vitinho, que deu mais dinâmica ao time e criou boas oportunidades.

    Juiz desagrada 

    Com marcações confusas e por vezes omissão ao apitar faltas, o juiz venezuelano Alexis Herrera irritou brasileiros e argentinos. O jovem árbitro teve dificuldades para controlar o jogo e deixou a desejar na parte disciplinar, embora a expulsão de Thuler tenha sido correta, assim como a anulação dos gols.

    FICHA TÉCNICA:

    RACING x FLAMENGO

    Local: El Cilindro, em Buenos Aires 

    Árbitro: Alexis Herrera (VEN) Assistentes: Jorge Urrego (VEN) e Lubin Torrealba (VEN) VAR: Jesus Velenzuela (VEN) 

    Gols: Fértoli, aos 12 minutos do primeiro tempo; Gabigol, aos 14 minutos do primeiro tempo 

    RACING: Arias; Fabrício Domínguez (Pillud), Sigali, Nery Domínguez e Mena, Soto, Matías Rojas, Miranda e Fértoli (Godoy); Reniero e Licha López. Técnico: Sebastián Beccacece 

    FLAMENGO: Diego Alves; Renê (Gustavo Henrique), Thuler, Léo Pereira e Filipe Luís; Willian Arão, Gerson, Everton Ribeiro (João Gomes) e Arrascaeta (Diego); Bruno Henrique e Gabigol (Vitinho). 

    Técnico: Rogério Ceni

    Leia mais: www.emtempo.com.br/esportes




    Comentários