Fonte: OpenWeather

    Violência


    Lutador do UFC é preso acusado de assassinato nos Estados Unidos

    O atleta possui um cartel de três lutas e apenas uma vitória, pelo UFC

     

    O lutador está suspenso da organização
    O lutador está suspenso da organização | Foto: Getty Images

    O lutador com três partidas no  Ultimate Fighting Championship (UFC) , Irwin "Beast" Rivera foi preso nesta quinta (7) em Palm Beach, na Flórida, por duas acusações de homicídio premeditado em primeiro grau.

    A polícia prendeu Irwin após responder a duas ligações para o número de emergência sobre esfaqueamentos. A informação é do jornalista Eric Kowal, do My MMA News.

    O UFC  encaminhou um comunicado afirmando estar "ciente do recente incidente". De acordo com os agentes de Irwin, o lutador já vinha apresentando "problemas com sua saúde mental". 

    "O UFC está ciente do recente incidente envolvendo Irwin Rivera e subsequentemente recebeu informação de seus agentes que ele vem exibindo comportamento consistente com problemas de saúde mental. As alegações são extremamente preocupantes e a organização está atualmente recolhendo informações adicionais. A investigação está em andamento e quaisquer potenciais próximos passos, incluindo ações disciplinares ou atenção médica, serão determinados após sua conclusão. O UFC informou a equipe de Rivera que não vai oferecê-lo uma luta neste momento." diz o comunicado da instituição. 

    Irwin Rivera já foi o campeão da categoria peso galo na Titan FC, onde tem um cartel de dez vitórias e seis derrotas. Sua estreia no UFC foi em 2020, quando participou de três lutas com uma vitória e duas derrotas.

    *Com informações do R7 e MMA News 

    Leia mais: 

    Benítez permanece no Vasco por mais seis meses 

    Diego Rosa, ex-Vasco, é o novo reforço do Manaus FC 

    Enderson Moreira é anunciado como novo técnico do Fortaleza 

    Comentários