Fonte: OpenWeather

    Cirurgia


    Quer ter o nariz bonito? Sinais que você precisa de uma rinoplastia

    A rinoplastia funcional tem como objetivo melhorar as estruturas anatômicas

    A rinoplastia funcional tem como objetivo melhorar as estruturas anatômicas | Foto: Divulgação

    A rinoplastia, conhecida popularmente como cirurgia plástica no nariz, é um dos procedimentos cirúrgicos mais procurados pela população e, no geral, a sua realização pode ser indicada em três situações. Por isso, o otorrinolaringologista da Clínica Dolci em São Paulo e professor da Santa Casa de Misericórdia de São Paulo, Dr. Ricardo Dolci explica quais são elas.

    Sua respiração não é adequada

    A rinoplastia funcional tem como objetivo melhorar as estruturas anatômicas, que de alguma forma estejam atrapalhando a passagem de ar dentro do nariz, causando episódios de obstrução nasal, roncos e respiração constante pela boca. Podendo melhorar, com este procedimento, a saúde e qualidade de vida do indivíduo.

    Você não gosta da forma do seu nariz

    Tamanho do nariz, formato e posição da ponta, perfil e largura do dorso nasal são algumas das mudanças possíveis com a rinoplastia estética, procedimento que contribui para que as pessoas insatisfeitas com a aparência de seus narizes se sintam mais confiantes e seguras com a sua imagem. “O paciente precisa ter expectativas reais sobre o que pode ser mudado. Isso pode ser definido com uma boa comunicação com o seu médico e, em alguns casos, até depois de uma consulta pré-operatória, pode conversar com um psicólogo para ajudar a tomar a decisão com segurança e tranquilidade”, aconselha o otorrino.

    Você sofreu um acidente e machucou a região

    Brigas, acidentes ou práticas de esporte podem levar as pessoas a sofrerem uma fratura no nariz, deixando-o torto (laterorrinia); e pode ser seguida de dor intensa e inchaço na região. Em qualquer ocorrido, deve-se buscar uma análise médica especializada, tanto para a avaliação do comprometimento da respiração quanto para evitar deformidades estéticas decorrentes deste trauma. Uma vez identificado o tipo e a extensão da fratura, o médico pode indicar para que seja realizada uma rinoplastia pós-traumática para corrigir as alterações estéticas e/ou funcionais.

     “O procedimento deve ser realizado em ambiente hospitalar, sob anestesia geral e com um profissional capacitado. Para um bom resultado é fundamental também que o indivíduo siga corretamente todas as orientações sugeridas pelo seu médico”, finaliza Dolci. 

    *Com informações da assessoria 

    Comentários