Fonte: OpenWeather

    Investimento


    Quer aderir ao consórcio? Saiba as vantagens e desvantagens

    Com a popularização das modalidades de compartilhamento, o consórcio é percebido como um investimento seguro e eficaz, mas vale analisar se ele se encaixa no seu perfil

    Mesmo que não seja sorteado, você será contemplado ao final do contrato | Foto: Divulgação

    O consórcio é uma modalidade de financiamento que ainda gera muitas dúvidas e receios. De fato, é preciso entender todo o processo para ter certeza do quanto ele pode contribuir para a realização do sonho da casa própria e quais são suas vantagens em relação a outros modelos de compra.

    O que é?

    Antes, vale lembrar que o consórcio é uma maneira compartilhada de poupar dinheiro, ideal para quem é planejado e não tem a intenção de mudar-se imediatamente. O interessado compra uma fatia dentro de um grupo em formação e todas as pessoas integrantes colaboram para a compra do seu bem com pagamentos mensais.

    É com base no valor existente no fundo comum do grupo que acontecem as contemplações mensais. No momento da contemplação, um ou mais consorciados têm acesso à carta de crédito e podem comprar seu bem. A contemplação acontece de duas formas: sorteio ou lance. Para ser sorteado, é preciso contar com a sorte, é claro. Esse procedimento é realizado por meio da escolha aleatória de um número de cota.

    Já o lance ocorre quando o membro se dispõe a pagar um determinado valor para antecipar parcelas do consórcio. Ao fazer essa oferta, o consorciado aumenta as suas chances de ser contemplado. Vale lembrar que só é necessário pagar esse valor caso seu lance seja o vencedor.

    Segundo William Rachid, diretor do Porto Seguro Consórcio, mesmo não sendo um bicho de sete cabeças algumas pessoas ainda têm dificuldade de fazer um planejamento pessoal e não conseguem programar uma aplicação. “Escolha a melhor modalidade de acordo com o seu perfil e depois é só determinar o valor das parcelas para investir e acompanhar mensalmente o desempenho do grupo de consórcio escolhido”, completa o executivo. 

    Confira a seguir as principais dúvidas mais comuns referentes aos contratos de consórcios. 

    A contemplação depende da sorte?

    Mito. Mesmo que não seja sorteado, você será contemplado ao final do contrato. Além disso, o indivíduo pode ofertar lances durante a vigência do grupo, o que aumenta a chance de contemplação. 

    Todas as administradoras oferecem as mesmas condições?

    Mito. As administradoras seguem a regulamentação estabelecida pelo Banco Central, mas é importante pesquisar sobre a empresa contratada, levando em conta o histórico dos grupos, reputação no mercado, benefícios oferecidos e, até mesmo pedindo indicações de pessoas que tiveram uma boa experiência.

    O consórcio é uma opção mais econômica?

    Verdade. O consórcio tem se tornado uma opção mais viável do que outras alternativas do mercado para a aquisição de um bem por conta do não pagamento de juros e menos burocracias. Essas condições despertam o interesse de pessoas que procuram investimento flexível e atraente.

    Posso adquirir um crédito e depois mudar esse valor no andamento do grupo?

    Verdade. Caso você adquira um valor de crédito e por algum motivo queira aumentar ou diminuir você tem essa flexibilidade desde que o crédito proposto componha no valor do grupo e obedecido algumas regras contratuais.

    É possível quitar financiamento com consórcio?

    Verdade. Ao ser contemplado o cliente pode optar por usar a carta de crédito para quitar o financiamento. Por ser uma modalidade que não cobra juros e dilui as taxas de administração ao longo do tempo, o consórcio pode ser uma opção interessante para acabar com as parcelas de financiamento imobiliário, diminuindo o valor total a ser pago.

    *Com informações do Estadão

    Comentários