Fonte: OpenWeather

    Motocross


    CSU do Alvorada receberá Campeonato de Motocross

    O evento, promovido pela Federação de Motociclismo do Amazonas, pretende reunir mais de duas mil pessoas no próximo sábado (25)

    | Foto: Anderson Emerson

    Manaus -Em busca de popularizar o Motocross nos bairros da cidade, a 2ª Etapa do Campeonato Amazonense de Velocross 2018, será realizado no Centro Social Urbano (CSU) do Alvorada, zona Centro-Oeste. O evento, promovido pela Federação de Motociclismo do Amazonas (Femoam), pretende reunir mais de duas mil pessoas no próximo sábado (25).

    A competição será aberta ao público e tem início marcado para às 20h, mas, a partir das 17h, começa o treino livre. Serão mais de 100 pilotos amazonenses disputando entre as categorias de iniciante, intermediário, profissional e master. Na sexta-feira (24), será realizado treinamento cronometrado e o público poderá acompanhar a atividade.

    “Fomos procurados pela Federação de Motociclismo do Amazonas que está buscando popularizar o seu esporte e prontamente resolvemos apoiá-los. A ideia é levar toda a estrutura do evento para os campos localizados nos bairros de Manaus. Já aconteceu no bairro Nova Esperança, agora será no CSU do Alvorada e, em breve, o campeonato será realizado na Zona Leste de Manaus”, ressaltou o secretário municipal de Juventude, Esporte e Lazer (Semjel), João Carlos.

    Premiação

    Os cinco primeiros colocados serão premiados com troféus, nesta que é a 2ª etapa das quatro programadas para o campeonato. Ao fim da competição, os melhores pilotos receberão troféus e quantia em valor a ser divulgada.

    Antes realizado apenas no bairro Tarumã, onde há estrutura adequada para a prática do esporte, a Femoam decidiu levar o motociclismo para outras partes da cidade e realizar eventos em horários noturnos, para que o público pudesse acompanhar as competições, conforme afirma o promotor de eventos da entidade, Douglas Amaral.

    “Nós temos um lugar oficial de encontro oficial há dez anos, que é no Tarumã. Lá nós temos toda a estrutura necessária para praticar nosso esporte. E, agora, resolvemos expandir e popularizar o motocross para o restante da população, que vai poder acompanhar, e, para os pilotos, que em cada etapa participarão de um traçado novo. E resolvemos realizar as provas à noite por causa do sol, que é ruim tanto para o piloto quanto para quem vai acompanhar”, mencionou Amaral.

    Leia mais:

    Jogador irandubense realiza sonho e assina com clube paulista

    Seleção Brasileira de vôlei vence Holanda por 3 sets a 1

    Tite convoca 13 jogadores que disputaram a Copa para amistoso nos EUA




    Comentários