Fonte: OpenWeather

    Sabor do Amazonas


    Segredos do tucumã: Muito além do x-caboquinho

    O tucumã é rico nas vitaminas A, B1, C e Ômega-3, tendo um alto poder antioxidante que é responsável por prevenir o envelhecimento e o câncer

    O X-caboquinho é o sanduíche mais popular do Amazonas | Foto: Ione Moreno

    Manaus - “Ah! Que maravilha poder comer isso de manhã cedo”. É o que diz  Iracema Nogueira, de 55 anos, sobre o saboroso x-caboquinho, sanduiche de tucumã, feito com pão francês, queijo coalho derretido, tucumã e, em alguns casos com banana frita. A iguaria é a atração principal dos cafés regionais que se espalham pela capital do Amazonas.

    O tucumã é adorado pelos manauaras de todas as idades. Mas o que muita gente não sabe é que, o fruto de uma palmeira amazônica, o tucumanzeiro, possui propriedades altamente nutritivas, sendo rico em vitaminas e sais minerais, podendo até prevenir o câncer de intestino e outras doenças.

    Leia também: Precisa emagrecer? Redução de peso pode diminuir risco de câncer

    De acordo com a Nutricionista Raisa Lima, esse é um ponto positivo para os amazonenses, que têm em seu cardápio regional, um leque de opções que ajudam o funcionamento do intestino prevenindo doenças.

    “As fibras e os cereais ajudam na digestão e no bom funcionamento do intestino, atuando, por exemplo, na diminuição da prisão de ventre, considerada um dos fatores de risco para o câncer colorretal. A pupunha e o tucumã, por exemplo, são fortes aliados nesse sentido, pois são ótimas fontes de fibras, além de reunirem em suas composições, outras vitaminas, proteínas e até alguns minerais”, disse Lima

    O tucumã além de auxiliar o trabalho do intestino, contém algumas vitaminas como o ômega-3. A importância dessa vitamina é essencial na vida de uma pessoa. Na infância, exerce controle sobre o sistema imunológico que tem como objetivo defender o corpo contra doenças, vírus, bactérias. Na vida adulta, contribui na redução dos níveis de ‘colesterol ruim’ e na melhora dos níveis do 'colesterol bom'. Por fim, na terceira idade, atua como anti-inflamatório, reduzindo, por exemplo, as dores articulares, além de continuar com seu papel protetor do sistema nervoso central, auxiliando na plasticidade cerebral e regulando receptores hormonais.

    Tucumã é o fruto de uma palmeira amazônica
    Tucumã é o fruto de uma palmeira amazônica | Foto: Ione Moreno

    Tucumã rico em vitaminas

    O tucumã também é rico nas vitaminas A, B1 e C, tem um alto poder antioxidante que é responsável por prevenir o envelhecimento precoce e fortalecer o sistema imunológico. No entanto, a Nutricionista não recomenda que as pessoas abusem, pois a fruta pode engordar.

    “A fruta pode se usar como dieta, mas com moderação. O excesso pode aumentar o peso por ser gorduroso ou até causar diarreia, pelo excesso de fibras”, completando que, a combinação do alimento - como é usado no x-caboquinho - pode influenciar no ganho de peso. “Muita manteiga, mais queijo gorduroso, mais fruta gordurosa (tucumã), mais banana frita, pode causar o ganho de peso. Se for consumido com moderação, não há problema", destacou a nutricionista Raisa Lima.

    Frutas no combate ao câncer colorretal

    O médico Sidney Chalub, especialista em cirurgia do aparelho digestivo da Fundação Centro de Controle de Oncologia do Estado do Amazonas (FCecon), explica que no caso do câncer colorretal, o consumo excessivo de carne vermelha, alimento de difícil digestão, rica em gordura e carboidratos e que está diretamente associado à doença, pode elevar as chances de se desenvolver diversos tipos de câncer e, afirma que algumas frutas regionais podem ajudar a prevenir a doença.

    “As frutas oriundas da região, como a pupunha, o tucumã e o açaí, são ricas em fibra e, quando consumidos com moderação, podem se tornar aliados na prevenção ao câncer colorretal. Vale lembrar que o consumo de água é essencial para que a receita dê certo. A fibra e a água ajudam no bom funcionamento do intestino, evitando, por exemplo, a prisão de ventre”, explicou o médico.

    Artesanato e variedades com Tucumã

    Esta variedade de palmeira é fundamental para o artesanato, já que o caroço da fruta do tucumã é usado para a produção de joias como: brincos, anéis, pulseiras, colares e até objetos decorativos.

    Bijuterias feitas do caroço do tucumã
    Bijuterias feitas do caroço do tucumã | Foto: Ione Moreno

    O fruto pode ser usado no preparo de sorvetes, sucos e doces. Além da culinária, o tucumã também pode ser utilizado na fabricação de cosméticos, óleo de cozinha, sabão, além de servir como fonte de alimentação de porcos e gados.

    Curiosidade

    Há uma história curiosa sobre o caroço da fruta. Os escravos e índio, do tempo do Império do Brasil, no século XIX, criaram um objeto simples, mas com um significado inspirador. Enquanto a realeza usava joias de metais e ouro, sem acesso a esses materiais, os nativos criaram o “Anel do Tucum”, cujo significado era de amizade entre si e de resistência na luta pela libertação.

    Colaboração: Lucyo Ramos

    Leia mais:

    Precisa emagrecer? Redução de peso pode diminuir risco de câncer 

    10 motivos para você se preocupar em tomar água 

    É possível (e seguro) engravidar após um câncer de mama?

    Comentários