Fonte: OpenWeather

    Açaí


    Saiba mais sobre o açaí, o superalimento da Amazônia

    O açaí, considerado um superalimento, possui grande quantidade de cálcio, o que facilita o ciclo menstrual das mulheres, além de fazer bem ao coração. O consumo pode diminuir e combater disfunções cerebrais que levam à bipolaridade

    100g de açaí é o equivalente a 50% de antioxidante por dia | Foto: Reprodução

    Manaus - O açaí é o fruto da açaizeira, palmeira que cresce na região amazônica. O fruto de cor violeta escuro ou negro, é considerado um superalimento e uma das fontes mais ricas de antioxidantes, sendo muito utilizado para fazer bebidas, geleias, doces e sorvetes. 

    No Amazonas, a receita mais tradicional ensina a misturá-lo com açúcar e farinha de mandioca ou tapioca. Há quem prefira prepará-lo num pirão com farinha para acompanhar peixe assado.

    Pode ser acompanhado com varias guloseimas
    Pode ser acompanhado com varias guloseimas | Foto: Márcio Melo

    A fruta tornou-se popular em todo o Brasil, após cair no gosto de quem pratica esportes, especialmente para as pessoas que frequentam academias, adeptas dos cuidados com a saúde e nutrição. Isto porque, a fruta é um  energético natural, possuindo fósforo, cálcio e ferro, além de ser uma excelente fonte de fibras, proteínas, lipídios e vitaminas.

    Leia também: Segredos do tucumã: Muito além do x-caboquinho

    Palavra da nutricionista 

    A Nutricionista Raisa Lima destaca as vitaminas e os nutrientes que a fruta possui, prevenindo até o envelhecimento antecipado. “O Açaí roxo é rico em vitaminas C, E e as do complexo B, fortalecendo o nosso sistema imunológico e prevenindo o envelhecimento precoce. Além disso, é fonte de fibras, ajudando a regular o intestino e a combater a prisão de ventre”, disse Lima.

    Segundo a Nutricionista, o açaí possui também grande quantidade de cálcio, o que facilita o ciclo menstrual das mulheres, além de fazer bem para o coração, podendo diminuir e combater disfunções cerebrais, que levam à bipolaridade.

    | Foto: Reprodução

    Ciência

    A cientista Cláudia Blair Matos, PHD em Biodiversidade e Biotecnologia da Amazônia pela Universidade Estadual do Amazonas (UEA) e University of Tennessee (UTK), aponta que o fruto é rico em antioxidantes, protegendo o organismo contra a ação de radicais livres, ou seja, substâncias que favorecem o envelhecimento.

    “O açaí elimina radicais livres, tem uma densidade nutricional e energética alta, ácidos graxos e capacidade de proteger o cérebro. Se você consumir 100 gramas da polpa pura, você está ingerindo 5g de proteína, 20g de gordura e 51g de carboidrato. Por isso, o ideal é consumi-lo sem nenhum aditivo, já que é um alimento completo”, finaliza Blair.

    Quando comparado com as frutas vermelhas (amora, morango, cereja, framboesa), a Nutricionista Raisa Lima diz que o açaí é o que tem maior quantidade de antioxidante. Segundo Lima, 100g de açaí é o equivalente a 50% de antioxidante por dia.

    Sara Letícia comendo açaí na rua Belo Horizonte, Compensa
    Sara Letícia comendo açaí na rua Belo Horizonte, Compensa | Foto: Márcio Melo

     A menina Sara Brasil, de três anos, adora ir tomar açaí com o pai, nas centenas  de estabelecimentos especializados no comércio da fruta que existem em Manaus. Moradora do bairro Compensa, ela sabe dizer porque gosta de açaí. ”É muito bom o gosto. Eu como tudo que for de açaí, sorvete, picolé, dindin", conta à reportagem.

    No Amazonas, assim como em todos os estados da região Norte, o consumo da fruta é uma tradição nas famílias. A cientista Cláudia Blair, aponta que o açaí do Amazonas possui 80% mais antioxidantes do que o açaí do Pará.

    Palmeira açaízeira
    Palmeira açaízeira | Foto: Agência Pará

    Colaborou: Lucyo Ramos

    Leia mais:

    Você sabe quais são os efeitos do álcool no organismo?

    Conheça os poderosos benefícios do mastruz 

    Vinagre de maçã emagrece, trata o cabelo e a saúde?

    CIDADANIA

    Comentários