Fonte: OpenWeather

    Debate


    Prefeitura promove Seminário de Diagnóstico e Manejo Clínico da Tuberculose Pediátrica

    O seminário contará com 200 vagas, das quais 66 serão destinadas a médicos pediatras e 45 a enfermeiros de UBS's

    O evento terá o apoio da Coordenação Geral do Programa Nacional de Controle da Tuberculose (PNCT/MS) | Foto: Reprodução

    Nos próximos dias 6 e 7 de dezembro, a Prefeitura de Manaus, por meio da Secretaria Municipal de Saúde (Semsa), com apoio da Coordenação Geral do Programa Nacional de Controle da Tuberculose (PNCT/MS), realizará o 'I Seminário de Diagnóstico e Manejo Clínico da Tuberculose Pediátrica', no auditório da Escola de Serviço Público Municipal e Inclusão Socioeducacional (Espi), localizado na avenida Professor Nilton Lins, Parque das Laranjeiras, zona Centro-Sul.

    O seminário contará com 200 vagas, das quais 66 serão destinadas a médicos pediatras, 45 a enfermeiros de Unidades Básicas de Saúde (UBS's) da área urbana e três para clínicos gerais de UBS's da área rural, além de médicos infectologistas dos Serviços de Atendimento Especializado da Semsa, técnicos dos Programas Municipais de Tuberculose, HIV/Aids e Saúde da Criança e professores das disciplinas de Pediatria da Universidade Federal do Amazonas (Ufam), Universidade do Estado do Amazonas (UEA) e Universidade Nilton Lins.

    O evento chamará atenção para a prática da realização do diagnóstico da Tuberculose (TB) em crianças
    O evento chamará atenção para a prática da realização do diagnóstico da Tuberculose (TB) em crianças | Foto: Reprodução

    Leia também: Riscos cardiovasculares em lutas ganham debate na comunidade acadêmica

    O evento chamará a atenção para a prática da realização do diagnóstico da tuberculose (TB) em crianças que, diferentemente da observada em adultos, não tem a tosse como o principal sintoma. “O Protocolo de Programa Nacional de Controle da Tuberculose define que além da expertise clínica do médico, deve-se utilizar um teste cutâneo chamado de Prova Tuberculínica e realizar um raio-X do tórax para diagnosticar a tuberculose em crianças, podendo então iniciar o tratamento adequado”, conta o Gerente de Vigilância Epidemiológica da Semsa, Jair Pinheiro.

    Além disso, o seminário capacitará profissionais dos principais serviços e instituições atuantes na atenção ou ensino em Pediatria, resultando na implantação na rede de atenção da Semsa de, pelo menos, 52 Unidades Básicas de Referência para o Diagnóstico e Manejo Clínico da Tuberculose Pediátrica e Infecção Latente de Tuberculose.

    Programação

    O seminário será divido em sete módulos, que serão distribuídos ao longo dos dois dias.

    6/12

    Módulo I

    - Avaliação de Contatos

    - Diagnóstico e Tratamento da Infecção Latente

    - Diagnóstico e Tratamento de TB em crianças a cima de 10 anos

    - Adesão ao Tratamento

    Módulo II

    - Quimioprofilaxia Primária

    - Diagnóstico e Tratamento da TB em Adolescentes

    Módulo III e IV

    - Diagnóstico e Tratamento de TB Extrapulmonar

    7/12

    Módulo V

    - Vacinação BCG

    - Reação Vacinal

    Módulo VI

    - Diagnóstico e Tratamento da TB em crianças a baixo de 10 anos

    - Coinfecção TB-HIV 

    Módulo VII

    - Contatos de Tuberculose Drogarresistente

    Leia mais: 

    Ex-secretário Fabrício Lima se esquiva de polêmica e deseja boa sorte a nova administração da Sejel

    ParaCopaSesc reúne atividades para integrar público com e sem deficiênciaLiga de Desporto Universitário começa nesta quarta (29), em Manaus 

    Comentários