Fonte: OpenWeather

    doença alimentar


    Produtos enlatados: cuidado com o botulismo alimentar

    O botulismo é um dos problemas alimentares mais perigosos, isso porque ele é causado pela bactéria clostridium botulinum

    Enlatados, vegetais em conserva e alimentos crus ou defumados são ambientes propícios para a liberação de toxinas. | Foto: Divulgação

    Que os alimentos enlatados são um perigo em potencial para o desenvolvimento de infecções alimentares, isso não é novidade, mas você já ouviu falar em botulismo alimentar?

    O botulismo é um dos problemas alimentares mais perigosos, isso porque ele é causado pela bactéria Clostridium botulinum, que libera toxinas consideradas letais ao organismo humano. Tais substâncias podem se desenvolver com facilidade em ambientes com pouco oxigênio, como é o caso dos enlatados, vegetais em conserva e alimentos crus ou defumados.

    Leia também: Atenção mamãe: aprenda como diminuir o refluxo em bebês

    Apesar de não ser uma doença tão comum, é perigosa por se tratar de uma infecção que se propaga com rapidez e facilidade, como explica Paulo Sampaio, clínico geral do Hapvida Saúde. “As manifestações gastrointestinais costumam ocorrer no início do quadro, mas isso não é obrigatório. Os sintomas mais comuns são: náuseas, vômitos, diarreia e dor abdominal. As manifestações neurológicas costumam ser as mais significativas, caracterizadas por uma paralisia muscular que atingem inicialmente os nervos cranianos e vai descendo para o resto do corpo”.

    Segundo ele, por ser uma doença de início súbito e progressivo, ao menor sintoma, é muito importante que o paciente se dirija imediatamente a um hospital para a realização de exames. O diagnóstico é feito geralmente através de exames de sangue e fezes que detectam a presença da bactéria no organismo. Quanto antes o problema for detectado, maiores as chances de cura.

    Sampaio ressalta ainda que é preciso muito cuidado com o consumo de alimentos conservados,   sobretudo, porque eles são a causa do aumento de casos de botulismo em todo o mundo. É preciso ficar atento à validade e às condições das embalagens. “Nos últimos anos, em todo mundo, houve casos relatados de botulismo provocados por queijos, sardinha enlatada, pimenta, palmito em conserva, mortadela, tofu, produtos suínos, azeitonas em conserva e jiló”. Para ele, o ideal é que possamos consumir tais produtos da forma mais natural possível.

    Edição: Lívia Nadjanara

    Leia mais:

    Amazonas receberá R$ 402 mil para assistência farmacêutica

    Ex-obesos sambistas recorrem ao bisturi por amor à folia e à vida

    Incesto: Há limite para a demonstração de carinho entre pais e filhos

    Comentários