Fonte: OpenWeather

    Opinião Astrofísico


    Quer ser um astrofísico? Saiba como

    A maioria das universidades brasileiras oferecem a graduação em física, porém, com disciplinas de astronomia e astrofísica em seu curriculum.

    Alguns passos serão importantes que você siga para atingir seu objetivo | Foto: Divulgação
    Alguns passos serão importantes que você siga para atingir seu objetivo
    Alguns passos serão importantes que você siga para atingir seu objetivo | Foto: Divulgação

    Manaus- A astrofísica é o ramo da astronomia que estuda a física dos mais diversos objetos celestes que povoam o Universo. A astrofísica emprega princípios da física e da química no estudo de objetos astronómicos tão diversos como por exemplo planetas, estrelas, galáxias, buracos negros, bem como o meio interestelar e a radiação cósmica de fundo.

    Dessa forma, se você que se tornar um astrofísico, significa que terá que estudar muito disciplinas como: física, cálculo, química, ciências da computação, dentre outras que, mesmo que de maneira secundária, serão importantes para que você desempenhe bem sua profissão.

    Alguns passos serão importantes que você siga para atingir seu objetivo. É importante frisar que, ao contrário da grande maioria das profissões, você só será considerado um astrofísico, após o doutorado na área.

    Inicialmente, procure testar suas aptidões para o ramo. Verifique se você gostar das disciplinas ligadas à matemática, física e química. É muito importante ter em mente que toda sua vida você vai lidar com números.

    Procure fazer cursos, mesmo os de curta duração, presenciais ou à distância sobre essa área. Isso vai dar um embasamento sobre se é isso mesmo que você quer. Caso você ainda esteja no ensino médio, dedique-se às disciplinas citadas acima. Uma boa base no ensino médio será muito importante no futuro.

    Em muitas cidades do Brasil, você pode encontrar clubes de astronomia que se reúnem regularmente para tratar de assuntos relacionados. Participar desses clubes fará você se familiarizar com pessoas com os mesmos interesses, equipamentos usados na observação de astros e livros técnicos.

    Ao prestar vestibular, procure se inscrever para o curso de astronomia ou astrofísica. É muito raro você encontrar um curso de graduação com esse título. A maioria das universidades brasileiras oferecem a graduação em física, porém, com disciplinas de astronomia e astrofísica em seu curriculum. Assim sendo, seu primeiro passo na sua formação será a graduação em astronomia ou astrofísica ou física. Note que muitos graduados em matemática, engenharia ou química, optam mais tarde em mudar de rumo e fazer mestrado e doutorado em astronomia e astrofísica.

    Após a graduação, busque entrar para um curso de mestrado em astronomia ou astrofísica. É um segundo passo na carreira, mas ainda não permite você atuar como pesquisador. Entretanto, poderá trabalhar em algum centro de pesquisa ou observatório ou universidade, como assistente de algum pesquisador.

     Completado o mestrado, o doutorado será o próximo passo. São cursos que duração mínima de 2 anos, dependendo da universidade. Normalmente cobram dedicação exclusiva, o que dificultará qualquer possibilidade de trabalhar nesse período. Porém, seria muito interessante trabalhar na própria universidade como assistente de um pesquisador que ainda pode lhe ajudar a obter mais conhecimentos e orientar nos passos seguintes de sua formação.

    Algumas universidades no Brasil ou no exterior podem permitir que você entre direto no doutorado, sem passar pelo mestrado. Porém, suas notas das avaliações precisam ser muito boas para conseguir tal feito.

    Leia também:  Educação financeira e colaboradores: menos dívidas, mais produtividade

    Ao longo do doutorado você deverá optar por uma área da astrofísica que você vai se dedicar quando estiver exercendo a profissão. São áreas como: cosmologia, radioastronomia etc.

     Abaixo, algumas universidades do Brasil que oferecem graduação/especialização/mestrado/doutorado em astronomia/astrofísica:


    1)- Universidade de São Paulo

    Departamento de Astronomia do Instituto Astronômico e Geofísico (IAG)

    Física com habilitação em Astronomia, Bacharelado em Astronomia

    Pós-graduação em Astronomia (mestrado e doutorado)

    São oferecidos anualmente cursos de astronomia, de extensão universitária

    2)-Universidade Federal do Rio de Janeiro

    Instituto do Centro de Ciências Matemáticas e da Natureza (CCMN)

    Observatório do Valongo

    Graduação e pós-graduação em Astronomia.

    3)-Universidade Federal de Itajubá

    Bacharel em Física com ênfase em Astrofísica.

    4)-Universidade Federal de Minas Gerais

    Pós-Graduação nas linhas de pesquisa em Astrofísica

    5)- Universidade Federal do Espírito Santo

    Pós-graduação na linha de Física das Interações Fundamentais, estudando o tratamento matemático de problemas atuais relacionados a alguns campos da astronomia

    6)- Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais

    Divisão de Astrofísica, da Coordenação Geral de Ciências Espaciais e Atmosféricas

    Pós-graduação em algumas áreas da Astrofísica

    Também promove cursos de extensão em astronomia para professores

    7)-Universidade Federal do Rio Grande do Norte

    Grupo de Pesquisa em Astrofísica e Cosmologia

    Pós-graduação com linhas de pesquisa em Astronomia

    8)-Universidade Federal de Santa Catarina

    Grupo de Astrofísica (linhas: astrofísica estelar, extragaláctica, instrumentação astronômica)

    Pós-graduação em Física (mestrado e doutorado)

    9)-Universidade Cruzeiro do Sul

    Mestrado acadêmico em Astrofísica, na área de concentração de Astrofísica Teórica

    10)-Observatório Nacional

    Pós-graduação em Astronomia (mestrado e doutorado)

    11)-Universidade Federal de Ouro Preto

    Especialização em Astronomia

    12)-Universidade Federal do Rio Grande do Sul

    Instituto de Física e Departamento de Astronomia

    Disciplinas voltadas para a astronomia

    Leia mais:

    A astronomia dos séculos 20 e 21

    A escolha da profissão e o número de empregos no futuro

    Tem curiosidade sobre astronomia? Veja como tudo começou

    Comentários