Fonte: OpenWeather

    KAKEBO


    Já ouviu falar na agenda de finanças pessoais?

    | Foto: Reprodução

    Dezembro chegou, e com ele já surgem as metas que desejamos atingir no ano novo que está por vir. Emagrecer, viajar mais, conhecer alguém especial, são algumas das metas que praticamente todos os anos temos, mas nenhuma é tão unanime quanto economizar mais.

    O grande X da questão, é que apesar de ser a meta mais almejada, eu particularmente nunca consigo cumprir, seja por desistir no meio do caminho ou acabar colocando outras prioridades na frente. O ruim disso, é que vamos postergando e dificultando tanto, que economizar torna-se um bicho de sete cabeças que parece impossível de se concretizar.

    “Dessa vez vai ser diferente!” Ok, essa frase também repetimos mil vezes, mas não podemos deixar de cita-la apenas por ter se tornado clichê. Coloquei isso como meu maior objetivo e pretendo fazer tudo da melhor maneira possível para realiza-lo.

    Com isso, começo meu projetinho pessoal de economia e convido vocês a juntarem-se comigo para juntos ficarmos ricos em 2018, ou pelo menos terminar o ano com um dinheirinho a mais na poupança.

    No Instagram do blog (@monteolook, segue lá), postei uma foto do Kakebo, uma agenda de finanças pessoais que é fenômeno no Japão que ajuda você que quer poupar dinheiro mas não sabe começar. Ele super ajuda na hora de definir prioridade e categorizar gastos, te faz dá mais valor ao seu suado dinheirinho e no final do mês você consegue ter uma visão melhor do que você gastou, no que poderia ter economizado, e assim começar o próximo mês com mais foco.

    | Foto: Reprodução

    O ideal é começar a utilizar o Kakebo na primeira segunda-feira do mês, ou seja, no dia 4 de dezembro de 2017 comecei e, se vocês quiserem, posso compartilhar mensalmente os resultados, experiências, dicas novas, o que acham? Comprei o meu na Saraiva, custou R$44,90 mas acabei de ver no site da loja que está por R$30,90 (compre aqui on-line). Se quiserem faço um post explicando melhor sobre ele.

    Vamos juntos ne$$a?

    Comentários